PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    agosto 2017
    D S T Q Q S S
    « jul    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  

Archive for the ‘Franquias’ Category

As perguntas que o franqueado deve fazer sobre os números de uma franquia.

Posted by HWBlog em 14/10/2016

franqueadoQuem está interessado em abrir uma franquia vai olhar os números em dois diferentes momentos. O primeiro é logo no início de sua busca, com aquelas informações básicas que você encontra em guias e sites especializados, ou mesmo nos sites das franquias, num documento chamado de Ficha Técnica.

Veja alguns números para ficar atento neste primeiro momento:

  1. 1. Data de fundação do negócio x Início da operação por franquia

Quanto maior o distanciamento melhor, indicando que o franqueador experimentou o negócio antes de iniciar a expansão com franquias.

  1. Investimento x Retorno x Faturamento

Esta é uma informação preliminar, que deve ser detalhada junto ao franqueador. Porém, em muitos negócios é possível identificar algumas incoerências, como: investimento baixo com retorno rápido (que necessita de faturamento alto e constante) associado a franqueadores inexperientes (falta de unidades próprias e pouco tempo entre fundação e início da franquia).

Por exemplo: a oferta de um quiosque que vende churros com um investimento inicial de R$ 40 mil e com faturamento de R$ 45 mil por mês terá um retorno muito rápido.

Mas vamos estimar que cada churro seja vendido por R$ 6,00. Isso significa que serão vendidos 7.500 churros por mês, 250 por dia e, 25 churros por hora, todos os dias. Será possível?

  1. Unidades franqueadas x Unidades próprias

É importante que a marca tenha franquias já em operação, para que você não seja o primeiro a experimentar. No entanto, é fundamental que a marca tenha unidades próprias.

Isso significa que o franqueador também acredita no negócio que está vendendo e, principalmente, que está constantemente testando e evoluindo a operação.

  1. Taxa de franquia

Boas franquias não abrem mão desta taxa e nem mesmo facilitam o pagamento. Esta taxa remunera o franqueador pelo treinamento dado ao franqueado (portanto exija qualidade), por projetos de instalações e até mesmo pela negociação de pontos comerciais cuidadosamente avaliados.

  1. Taxa de royalties e de propaganda

Sempre muito cuidado com aquelas franquias que não cobram taxas, os valores certamente estarão escondidos, pois, como se diz “não há almoço grátis”.

Também merecem especial cuidado as franquias que cobram as taxas sobre compras. Se possível busque franquias em que as taxas são cobradas sobre as suas vendas.

Um franqueador que cobra sobre compras estará sempre ao lado do seu estoque – quanto mais você compra, mais ele ganha. Um franqueador que cobra sobre suas vendas estará ao seu lado para que você venda mais.

Muito bem, vamos para o momento seguinte, quando você estará junto ao franqueador fazendo suas avaliações iniciais. Além de fazer perguntas, é muito importante anotar tudo detalhadamente.

Veja alguns números para ficar atento nesse segundo momento, e as perguntas que podem ajudá-lo:

  • Qual o capital de giro (reservas para serem utilizadas enquanto as despesas serão maiores que as receitas) necessário além do investimento inicial?
  • Quais as estimativas dos custos ocupacionais como aluguel, condomínios e taxas?
  • Terei que pagar Luvas de Ponto? Quanto? (Luvas de Ponto é aquele pedágio que você paga para um determinado ponto)

Acredite: é uma antecipação de aluguel, portanto é despesa inicial. E se estiver pensando em comprar para vender o ponto e ganhar lá na frente, não entre no negócio. Decida se você quer entrar na compra e venda de pontos ou investir e operar uma franquia.

  • Quais serão meus custos operacionais e quanto eles representam sobre o faturamento?
  • Quais as despesas com funcionários e os encargos?
  • Qual faturamento mínimo necessário para fazer frente aos custos e às despesas?
  • Qual a incidência de impostos sobre o faturamento esperado?
  • Que acordos você possui com fornecedores? Tem algum ganho do franqueador embutido?

Ao final peça a COF – Circular de Oferta de Franquias, que é um documento público com detalhamento do negócio. O franqueador é, por lei, obrigado a lhe entregar antes de assinar qualquer documento ou mesmo ter pago qualquer taxa.

Leia a COF cuidadosamente e pegue suas anotações para checar se as informações fornecidas pelo franqueador estão coerentes com aquelas do documento.

Para franqueadores que operam unidades próprias, estes números estão na ponta da língua e eles lhe responderão com a assertividade de quem realmente sabe.

Você também deve aferir todos estes números com franqueados (no mínimo quatro, se possível) que estão operando o negócio. Verifique se a realidade deles confere com todos os números que o franqueador lhe forneceu.

Lembre-se que, pela nossa lei de franquias, um franqueador pode lhe oferecer tudo, menos mentir! A lei é dura com mentirosos.

por Marcus Rizzo, especialista em franquias

Posted in Franquias | Leave a Comment »

Tendências Made in USA

Posted by HWBlog em 03/07/2014

Executivo SeniorO futuro das franquias está no engajamento do franqueado.
Saiba como as redes americanas investem na comunicação, na consultoria e até na emoção para melhorar os resultados de cada unidade.

1. Redes dentro de Redes:
Os franqueados multiunidades, que têm mais de uma loja da marca, e os multibandeiras, que fazem parte de várias franquias, são comuns nos Estados Unidos. Esse parceiro conta com uma estrutura própria de finanças e de recursos humanos, e tem conhecimentos avançados da operação.

2. Wikiconsultoria
Na rede de pizzaria Domino´s que tem 4.900 franquias nos Estados Unidos, uma área do site corporativo permite que o franqueado poste dúvidas sobre a operação, e responda às perguntas dos colegas. Nesse esquema wiki não é preciso ter a ajuda dos consultores de campo para tudo.

3. Os Números do Sucesso
Dados como faturamento e margem de lucro permitem fazer um diagnóstico da unidade. Esses e outros indicadores também servem para ranquear e premiar os melhores franquias da marca. A prática começa a se disseminar pelo Brasil. Mais é preciso desenvolver um plano de excelência e estimular a rede a segui-lo.

4. Dia de Descobertas
As redes convidam candidatos a franqueado para passar um ou mais dias numa unidade no Dicovery Day (dia da descoberta). É a oportunidade para conhecer a equipe do franqueador e tirar dúvidas. Algumas das marcas americanas que atuam no Brasil já fazem isso por aqui.

5. Emoção e Envolvimento
Os americanos criaram um sistema para o engajamento do franqueado. Para fazer esse cálculo, são consideradas as percepções de lealdade, confiança, integridade, orgulho e paixão desse empreendedor. Quem está à frente das unidades deve compartilhar da cultura da rede e ser fã da marca.

Posted in Empreendedorismo, Franquias | Leave a Comment »

Dicas de como as Franquias podem economizar dinheiro para abrir novos pontos

Posted by HWBlog em 24/09/2013

franquia-como-economizar-dinheiro-300x199O valor dos aluguéis dobrou nos últimos 4 anos. Quando o preço dos alugueis começou a aumentar as Franqueadoras viram a necessidade de diminuir o tamanho das lojas e procurar alternativas, pois estes altos valores de ocupação estavam corroendo os resultados dos Franqueados.

Além de mais caros, os pontos comerciais também ficaram mais escassos. Com a alta do preço dos espaços comerciais em shoppings centers, a alternativa encontrada por algumas Franqueadoras foi investir em outros pontos comerciais, como hospitais, prédios comerciais, faculdades etc., mas sem deixar de lado as praças de alimentação, pois a presença nos shoppings é estratégica para fortalecer a imagem da rede com o consumidor. Com a inauguração de 72 novos Shoppings no Brasil até o final de 2013, a expectativa é que o valor dos aluguéis pare de aumentar.

Sendo assim, para minimizar o problema de falta de pontos com preços mais acessíveis, não comprometer a expansão da Rede , a consolidação da Marca e a rentabilidade dos Franqueados, algumas alternativas podem ser adotadas pelas Franqueadoras:

– Lojas em tamanhos reduzidos.

– Formatar a loja para Quiosques.

– Store in Store, (em tradução literal, uma loja dentro de outra loja). Um exemplo são as cafeterias dentro de livrarias.

– Pontos comerciais maiores, compartilhado com outras lojas, onde os custos fixos com aluguel, equipe de limpeza, investimento em equipamentos de uso comum, são divididos entre as lojas.

Posted in Franquias | Leave a Comment »