PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    junho 2014
    D S T Q Q S S
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  

Archive for 25 de junho de 2014

O que Abraham Lincoln nos ensina sobre storytelling

Posted by HWBlog em 25/06/2014

storytelling1Para começar contextualizando o tema desse artigo: Storytelling é uma palavra em inglês, que está relacionada com uma narrativa e significa a capacidade de contar histórias. Mas, na verdade o que você deve estar se perguntando é: O que Abraham Lincoln tem a ver com isso? Lincoln ao logo da sua história tornou-se um orador extraordinário e contador de histórias incrível.

Mas como o 16º presidente dos Estados Unidos se tornou um contador de histórias tão notável? É aqui que se inicia a melhor parte desse nosso artigo.

Em primeiro lugar, Lincoln nasceu em um ambiente perfeito. Em segundo lugar, ele desenvolveu uma paixão por falar, e um desejo de melhorar a si mesmo. Em terceiro lugar, ele começou a praticar desde muito cedo, e praticou muito. Em quarto lugar, ele recebeu o tipo de feedback contínuo que permite crescer e progredir.

Quando falo que ele nasceu no ambiente perfeito, isso na verdade quer dizer que o ambiente de infância de Lincoln era o único perfeito para aprender contar histórias. A família vivia na fronteira em um momento de grande migração. Em alguma hora do dia, eles iriam fazer o que as pessoas faziam na época para se divertir: Eles iriam contar histórias.

O pai de Lincoln, Thomas, era um grande contador de história, de acordo com Goodwin, escritor do livro Team of Rivals, com “uma inteligência rápida, um talento para a mímica, e uma memória fantástica para histórias excepcionais.”

Abraham Lincoln teve uma infância pobre, teve poucas oportunidades de estudar, mas com um grande desejo de aprender. E, de seu pai, que tinha um excelente exemplo para estudar. À noite, enquanto o pai, Thomas, encantava seus convidados com suas histórias, Lincoln sentava-se e ouvia em silêncio, mais atento do que qualquer outro que estivesse ali. Ele ouvia mais do que apenas as palavras, ele observou como a fluência e a imaginação de seu pai iria fazia todos prestarem atenção no que ele estava contanto.

Anos mais tarde Lincoln relembrou que as vezes se sentia frustrado por não ter entendido completamente as histórias que lhes eram contadas e que ficou noites em claro buscando significado nas histórias. Seu objetivo, disse ele anos mais tarde, foi entender o que ele tinha ouvido em “linguagem simples o suficiente… para qualquer garoto que eu conhecia conseguisse compreender. ”

E para ele, descobrir o significado das histórias não era o suficiente. Lincoln que poder contar aquilo que ele tinha entendido para as outras pessoas. Então ele começou a reunir pessoas para contar a sua versão pessoa das histórias que ouviu, geralmente as contava para as crianças vizinhas. Com isso ele conseguiu também um excelente mecanismo de feedback, pois as outras crianças não hesitariam em criticar o que ele estava dizendo.

Conta-se que com já seis ou sete anos Lincoln reunia as crianças em um trono de árvore para contar histórias, imitando o que os adultos faziam. Mas com suas próprias palavras e com seu próprio estilo. Assim como seu pai fazia, o jovem Lincoln também descobriu que poderia a atenção de uma multidão com as suas histórias, ele estava descobrindo o orgulho e o prazer que um público atento poderia lhe conceder.

Isso que escrevi aqui é para mostrar a você como nossas experiências pessoas nos ajudam a manter a atenção do nosso espectador, criando com ele uma relação de respeito, pois ele vai estar sempre disposto a escutar o que você tem a dizer e por outro lado você tem a responsabilidade de entregar a algo que que realmente o ajude. Existem várias técnicas para ajudar você a criar suas próprias histórias e contá-las para o seu público, mas este vai ser assunto para outro artigo.

Posted in Artigos | Leave a Comment »