PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    outubro 2013
    D S T Q Q S S
    « set   nov »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  

Acostumar-se: o risco de ficar cego sobre si mesmo

Posted by HWBlog em 17/10/2013

vendaPerformances excepcionais geralmente são assim consideradas não por aqueles que as performam, mas sim pelos que assistem à performance.

Você pode se encantar ao ver a performance de um alto executivo ou mesmo de um líder reconhecido na empresa, mas provavelmente para ele atuar da maneira como atua, não é nada mais do que o comum.

Uma performance brilhante geralmente parece ser executada com facilidade, ou melhor dizendo, com naturalidade, como se não exigisse esforço. E geralmente não exige.

E sabe por quê? Porque estes profissionais estão acostumados a este patamar de performance. E quando estamos acostumados a alguma coisa e ela se torna um hábito, não requer mais esforços adicionais.

A verdade é que nos acostumamos com tudo (ou quase tudo). Com a altíssima performance, tanto como com a baixa performance; com pressão por resultados, como com a falta de pressão; com alta competitividade, como com a falta dela.

Acostumar-se pode ser um risco. Quando entramos em um ciclo de baixa performance, baixa produtividade, baixa motivação e o ambiente que nos cerca compactua deste movimento, podemos nos acostumar a isto e achar que isto é “normal”. Como nada dura para sempre, se houver um choque de gestão e surgir uma nova ordem de performance, produtividade e motivação, provavelmente você estará fora do jogo ou terá pouco tempo para se adaptar.

O mesmo serve para o oposto. Altíssima produtividade, cargas de trabalho exaustivas, pressão por resultados exacerbadas também podem se tornar rotineiras. E este também é um risco, pois há muito mais na vida do que somente resultados a serem apresentados no final do mês.

Uma vez que se acostumar a algum patamar de resultados é quase que inevitável, é importante estabelecermos o limite que queremos atingir antes de nos acostumarmos a ele. Seja no limite inferior quanto no superior. Se não houver nenhum limite ou objetivo estabelecido por você, o risco de “perder o rumo” e acabar com resultados que não lhe agradam, é bastante grande.

Se você quer ampliar seu escopo na empresa ou nível de responsabilidade, desde já se acostume a entregar um patamar de resultados compatíveis com o seu objetivo. Simplificando: quer ser promovido à cadeira do seu chefe? Vista-se, aja, performe e se cobre como se você já tivesse sido promovido. Quando estiver acostumado com este novo patamar de performance e ele não for mais um esforço extra, não haverá motivos para não promovê-lo; sua nova posição será uma consequência natural.

E se a promoção não vier na sua empresa, com certeza alguém no mercado perceberá seu novo patamar de atuação e o ajuste será feito.

Lembre-se, se acostumar é natural do ser humano. O sucesso está do lado daqueles que estabelecem conscientemente em qual patamar querem manter seu status quo.

-Marcelo Cuellar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: