PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    julho 2013
    D S T Q Q S S
    « jun   ago »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Confiança e lealdade: as “novas” competências da vez

Posted by HWBlog em 18/07/2013

vendasEra comum no passado serem valorizados profissionais com muito tempo de casa em detrimento de uma formação acadêmica diferenciada e uma capacidade de inovar no curto prazo. Hoje sentimos o inverso.

Mas a valorização da capacidade de geração de resultados a curto prazo e a caracterização da carreira como moeda de troca dos executivos por maiores salários e bônus, nos levou a achar comum notícias de executivos que atingem metas de curtíssimo prazo em detrimento dos resultados de longo prazo ou da sobrevivência da empresa no futuro.

Enlouquecemos? Temos melhores centros de formação e tecnologias que nos permitem alcançar resultados muito superiores aos de 30 anos atrás. Mas se estes resultados estiverem baseados na falta de confiança e lealdade, todo o resto está ameaçado.

Eu sei que – em teoria – confiança e lealdade deveriam ser competências “de praxe” de todos executivos, mas sabemos que diferentemente de diversas outras, estas duas competências não se aprendem em um curso de MBA ou com uma imersão no exterior. Confiança e lealdade se ganham com tempo e com valores alinhados aos da organização.

Sim, eu sei que os ciclos dos executivos nas empresas está mais curto e cada vez fica mais difícil de mensurar a confiança e lealdade de um profissional. Mas quando conseguimos fazê-lo, os profissionais que demonstram estas competências alcançam posições diferenciadas nas organizações.

Afinal, se você fosse o presidente da empresa, escalaria para “posições chave” os profissionais mais competentes do mercado, ou os profissionais que você mais confia para estas posições?

Confiança não é dada em lugar nenhum, ela é conquistada! E lealdade é demonstrada com ações, não com palavras ou promessas nas avaliações de desempenho.

Não só de excelente formação acadêmica e resultados brilhantes de curto prazo vive um profissional. Até porque carreira não é momento, é estratégia.

Você constrói sua história profissional todos os dias em que trabalha e cria sua percepção de confiança e lealdade em cada ação que realiza na sua empresa.

E quem contará esta história não será somente você; o mercado também quer conhecer a versão das pessoas que viram sua história profissional de perto. E como mundo está globalizado e conectado como nunca antes, se a máxima de que “o mundo é pequeno” valia antes, hoje ela é uma certeza. Pense nisso.

O sucesso será daqueles que souberem equilibrar os resultados de curto, médio e longo prazo. E isto é uma arte!

Boa sorte!!

-Marcelo Cuellar

Trust and loyalty: the “new” competencies of time

It was common in the past are valued professionals with long home rather than an academic background and a different ability to innovate in the short term. Today we feel the opposite.

But the appreciation of the ability to generate short-term results and characterization career as a bargaining chip by higher executive salaries and bonuses, led us to find common news executives to reach short-term goals at the expense of long-term results or the survival of the company in the future.

Gone mad? We have the best training centers and technologies that allow us to achieve results far superior to those of 30 years ago. But if these results are based on a lack of trust and loyalty, all the rest is threatened.

I know that – in theory – trust and loyalty should be competences “usual” for all executives, but we know that unlike many others, these two skills are not learned in an MBA course or an immersion abroad. Trust and loyalty are won with time and with values aligned with those of the organization.

Yes, I know that the cycles of executives in companies is shorter and it becomes increasingly difficult to measure the confidence and loyalty of a professional. But when we can do it, professionals who demonstrate these skills reach different positions in organizations.

After all, if you were the president of the company, would climb to “key positions” the most competent professionals in the market, or the professionals you trust most for these positions?

Trust is not given anywhere, it is conquered! And loyalty is demonstrated by actions, not words or promises performance assessments.

Not only excellent academic results and brilliant short lives a professional. Especially because career is not present, is strategy.

You build your professional history every day working and creates a sense of trust and loyalty in every action done in your company.

And who will this story is not only you, the market also wants to know the version of the people who saw their professional history closely. And as the world is globalized and connected like never before, the maxim that “the world is small” value before, it is now a certainty. Think about it.

Success will be those who know how to balance the results of short, medium and long term. And it is an art!

Good Luck!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: