PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    julho 2013
    D S T Q Q S S
    « jun   ago »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Dez atitudes para conquistar a infelicidade no trabalho

Posted by HWBlog em 11/07/2013

infelicidade no trabalhoNão é tão fácil ser feliz no trabalho. Porém, você pode sofrer bem menos quando dá o melhor de si e adota um discurso mais positivo, coerente com a sua maneira de ver o futuro. Mude seu discurso, mude seus hábitos

Segundo Albert Ellis, psicólogo norte-americano e autor do best-seller “Como conquistar a sua própria felicidade”, o ser humano é incurável. Em síntese, somos passíveis de erros e sujeitos a pensamentos e atitudes derrotistas, motivo pelo qual manter-se otimista é um desafio permanente.

De fato, entra ano e sai ano, algumas pessoas simplesmente não querem evoluir. Elas continuam adotando o mesmo comportamento retrógrado do século passado, apesar de tantos cursos, treinamentos e toda literatura disponível para quem deseja crescer no campo pessoal e profissional.

Nesse sentido, embora as empresas contribuam muito para elevar ou destruir o moral dos empregados, penso que a felicidade ou infelicidade depende muito dos modelos mentais de cada ser humano em particular – padrão de pensamento, discurso, atitudes.

Por essas e outras razões, fica bem mais fácil distinguir os otimistas dos pessimistas, os perdedores dos vencedores, os que fazem acontecer dos que esperam acontecer. O seu discurso, decorrente do seu modelo mental estabelecido há anos, faz toda diferença no mercado de trabalho e na sua vida pessoal.

Em vez de pensar sobre o que fazer, sugiro que você reflita sobre o que não fazer para se tornar mais feliz no ambiente de trabalho. Mudar passa por uma questão de escolha, não porque a empresa quer que você faça e sim pelo fato de que não existe outra maneira de se tornar mais produtivo e feliz.

Como observador permanente do comportamento das pessoas no mundo corporativo, aqui estão as dez atitudes (negativas) – comportamentos, padrões, escolhas – dos profissionais que desejam conquistar a infelicidade no trabalho:

1. Preocupar-se o tempo todo com o salário dos outros;

2. Manter o discurso negativo e a postura do contra;

3. Fazer corpo mole e acreditar que um dia a coisa muda;

4. Formar panelinhas e forças de coalizão;

5. Trabalhar feito alienado como se não existisse vida fora do trabalho;

6. Conspirar contra o chefe e os companheiros de trabalho;

7. Ter medo de trabalhar com pessoas melhores do que você;

8. Buscar reconhecimento sem fazer nada para mudar a situação atual;

9. Sofrer com o que outros pensam ou deixam de pensar a seu respeito;

10.Começar a segunda pensando na sexta. Será que você está no lugar errado?

Quer fazer um bom exercício? Avalie uma por uma e tente pensar o contrário. Veja como é difícil mudar o seu próprio modelo mental estabelecido. É a sua mente reptiliana em ação.

Na prática, significa dizer o seguinte: se você, como dono, empreendedor, diretor ou gerente pensa dessa maneira, o que dizer para os seus empregados ou para aqueles colaboradores que já não colaboram tanto?

Vai demitir um por um? Bobagem. Você pode substituir todos, mas o ambiente ao seu redor permanecerá nocivo enquanto você, que tem o poder na mente ou mesmo no cargo, não mudar a si mesmo.

Quando o discurso é negativo, pessimista, contrário a tudo o que a empresa precisa, a energia dissipada para mudar o ambiente é maior. Você se desgasta sem necessidade, conspira facilmente, perde o foco nas coisas que precisam ser levadas em consideração e, na maioria das vezes, sai da linha.

Quer conquistar a felicidade no trabalho? Basta fazer o contrário, porém, isso ainda vai demorar o tempo necessário que você precisa para mudar o seu discurso, as suas ações, as suas atitudes. Quanto mais tempo levar, mais irritação, injúria, fofoca e sofrimento.

É fácil ser feliz no trabalho? Claro que não! Sem hipocrisia! Porém, você pode sofrer bem menos quando dá o melhor de si e adota um discurso mais positivo, coerente com a sua maneira de ver o futuro. Entretanto, se você acredita que não tem futuro na empresa ou que a empresa não tem futuro, por que é que você continua nela?

Pense nisso e seja um empreendedor de si mesmo.

-Jerônimo Mendes

Ten attitudes to conquer unhappiness at work

Not so easy to be happy at work. However, you may suffer much less when you give the best of themselves and adopts a more positive discourse, consistent with your way of seeing the future. Change your address, change your habits

According to Albert Ellis, American psychologist and author of the bestseller “How to win your own happiness,” the human being is incurable. In summary, we are error-prone and subject to thoughts and defeatist attitudes, reason to remain optimistic is an ongoing challenge.

In fact, year in and year out, some people just do not want to evolve. They continue adopting the same behavior retrograde of the last century, although many courses, trainings and all literature available for those who wish to grow in the personal and professional.

In this sense, although companies contribute much to elevate or destroy the morale of employees, think happiness or unhappiness depends heavily on the mental models of each particular human being – pattern of thought, speech, attitudes.

For these and other reasons, it’s easier to distinguish optimists from pessimists, losers of the winners, who do you expect to happen from happening. His speech, resulting from their mental model established for years, makes all the difference in the labor market and in their personal lives.

Instead of thinking about what to do, I suggest you reflect on what not to do to become happier at work. Change happens as a matter of choice, not because the company wants you to do, but the fact that there is no other way to become more productive and happy.

As a permanent observer of the behavior of people in the corporate world, here are the ten attitudes (negative) – behaviors, patterns, choices – the professionals who wish to conquer unhappiness at work:

1. Worrying all the time with the wages of others;

2. Keep the negative speech and posture against;

3. Making soft body and believe that one day things change;

4. Clique and coalition forces;

5. Work done alienated as if no life outside of work;

6. Conspire against the boss and co-workers;

7. Afraid to work with people better than you;

8. Seek recognition without doing anything to change the current situation;

9. Suffer from what others think or do not think about it;

10.Começar second thinking on Friday. Maybe you’re in the wrong place?

Want to make a good exercise? Assess one by one and try to think otherwise. See how hard it is to change your own mindset established. Is your reptilian mind in action.

In practice, this means the following: if you, as owner, entrepreneur, director or manager thinks that way, what to say to their employees or for those employees who no longer collaborate so much?

Will lay off one by one? Nonsense. You can replace all but the environment around you while you remain harmful, which has the power in the mind or in the office, do not change yourself.

When the speech is negative, pessimistic, contrary to everything the company needs, the energy dissipated to the environment change is greater. You wear without conspires easily lose focus on the things that need to be taken into account and, in most cases, out of line.

Want to achieve happiness at work? Just do the opposite, however, that it will take the necessary time you need to change your speech, your actions, your attitudes. The longer it takes, the more irritation, slander, gossip and suffering.

It’s easy to be happy at work? Of course not! No hypocrisy! However, you may suffer much less when you give the best of themselves and adopts a more positive discourse, consistent with your way of seeing the future. However, if you believe that you have no future in the company or that the company has no future, why do you keep it?

Think about it and be an entrepreneur himself.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: