PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    junho 2013
    D S T Q Q S S
    « maio   jul »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  

Archive for 11 de junho de 2013

Como gerenciar três diferentes gerações em uma empresa?

Posted by HWBlog em 11/06/2013

executivo 12Se você está enfrentando este novo desafio de gerenciar funcionários de diferentes gerações dentro da mesma filosofia de gestão, você tem que se preparar e rapidamente.

Esta nova geração, denominada geração Z, os nascidos digitais conforme esclarecido no livro “Born Digital” de John Palfrey, pensa, age e decide de maneira diferente em relação às gerações Y e X em que estamos habituados a lidar no dia a dia.

Existem inúmeras diferenças comportamentais e que precisam ser tratadas para o melhor engajamento dentro das organizações atualmente. Mas gostaria de chamar a atenção para a questão da comunicação empresarial, que sofrerá progressivamente uma transformação na maneira, na forma, e nos resultados práticos que teremos em um breve futuro.

Criados a partir do boom das Redes Sociais, esta nova geração não teve a oportunidade de ser aculturada ao uso do tradicional email. Nasceu e cresceu com o uso das Redes Sociais.

Pode-se considerar geração Z os jovens que estão iniciando suas atividades no mercado de trabalho. Quando chegam as empresas, são submetidos aos processos atuais de comunicação, onde tudo é novidade. Apresentações, reuniões, agenda, em um ritmo de trabalho que varia de empresa para empresa. E para a surpresa destes jovens, a comunicação não é nada instantânea, como fazem nos bate-papos das redes sociais em que convivem com amigos e a sociedade atualmente.

A primeira grande barreira é a questão da não compreensão do porque usar um email ao invés de um sistema de mensagens instantâneas, ou até de falar olho no olho com o colega que está a alguns metros de distância, assim como fazem nas suas vidas pessoais.

A geração Z traz uma mudança de comportamento nesta questão do tempo. Tudo passou a ser instantâneo e imediato. Os jovens não deixam recados de voz se o celular não atende, e também não ouvem recados gravados. Poucos têm o hábito de checar emails, entretanto, estão na maior parte do tempo conectados às Redes Sociais.

E porque não poderia ser assim também nas empresas? Com esta dúvida pairando na cabeça de gestores e executivos, começaram as experiências coorporativas de uso das redes sociais dentro das organizações. Após alguns anos de experiência a dúvida permanece. Muito dos empreendedores que experimentaram modelos de comunicação via redes sociais se arrependem, por não terem conseguido alcançar o resultado planejado. A maioria voltou atrás, desativando os sistemas de comunicação utilizados pelas Redes Sociais, questionando a validade das redes com o propósito de comunicação empresarial.

Outro aspecto relevante é disponibilizar ferramentas que antes de tudo possam não ferir as políticas e culturas organizacionais, respeitando-se a hierarquia existente, e também os aspectos de que exista uma forte atratividade para os públicos das gerações X, Y e Z. Quando se fala em X incluem-se também os chamados Baby Boomers que já se aculturaram há algumas décadas atrás com o comportamento da geração X.

Outra dificuldade enfrentada pelas empresas nos dias atuais está no descontrole do uso de emails. De um lado, vemos jovens desejando obter respostas instantâneas, enquanto que os aculturados em emails mantêm-se em seu ritmo de trabalho anterior, respondendo suas mensagens digitais conforme aparecem na caixa de entrada. Os e-mails hoje representam uma ameaça à comunicação das empresas, muitas vezes ampliando ruídos desnecessários e demandando um tempo precioso na leitura e resposta da correspondência eletrônica.

Devemos estabelecer um processo novo dentro das organizações, permitindo que todos tenham acesso a um modelo de comunicação simplificado, que reúna as opções de mensagens instantâneas e rápidas seja um a um, ou a grupos, evitando assim o uso de emails. Para informações relevantes que façam parte do ativo da empresa, tais como, comunicados, procedimentos, descrições de funções, planos, campanhas, dentre outros, poder-se-ia utilizar de uma nova maneira de gestão, substituindo também o antigo conceito de simplesmente armazenar documentos. E a questão da colaboração que tanto se fala atualmente, pode ser corretamente orquestrada, desde que fique restrita a grupos de trabalhos com os mesmos propósitos.

Inevitavelmente, as empresas terão de se adequar às mudanças para atender as exigências e padrões de comportamento das três diferentes gerações. Ou então, encontrarão dificuldades enormes nos próximos anos, quando os futuros líderes empresariais serão compostos por representantes da geração Z, e novas formas de diálogo serão substituídos aos atuais sistemas de comunicação dentro das companhias. Por isso, preparem-se.

– Julio Vidotti

How to manage three different generations in a company?

If you are facing this new challenge of managing employees of different generations within the same management philosophy, you have to prepare and quickly.

This new generation, known as Generation Z, those born digital as explained in the book “Born Digital” John Palfrey, thinks, decides and acts differently in relation to generations X and Y that are used to handle day to day.

There are many behavioral differences that need to be treated to the best engagement within organizations today. But I would like to draw attention to the issue of corporate communications, which undergo progressive transformation in the way, in the form, and the practical results that will in a near future.

Crafted from the boom of social networks, this new generation has not had the opportunity to be acculturated to the use of traditional mail. Born and raised with the use of Social Networks.

One can consider the young generation Z who are starting their activities in the labor market. When they arrive companies are subjected to the current processes of communication, where everything is new. Presentations, meetings, schedule, at a pace of work that varies from company to company. And to the surprise of these young people, communication is nothing instant, as they do in chats of social networks in living with friends and society today.

The first major barrier is the issue of not understanding why using email instead of an instant messaging system, or even to speak eye to eye with the colleague who is a few meters away, just as they do in their personal lives.

Generation Z brings a change in behavior at this point of time. Everything has to be instant and immediate. Young people do not leave voice messages if the phone does not meet, nor hear recorded messages. Few have the habit of checking emails, however, are most of the time connected to social networks.

And because it could not be so in the companies? With this doubt hovering head of managers and executives, began experiments coorporativas use of social networks within organizations. After a few years of experience doubt remains. Many of the entrepreneurs who have experienced communication models via social repent for failing to achieve the planned result. Most backtracked, disabling communication systems used by Social Networks, questioning the validity of networks for the purpose of business communication.

Another important aspect is to provide tools that first of all they can not hurt the political and organizational cultures, respecting the existing hierarchy, and also the aspects that there is a strong appeal to audiences of generations X, Y and Z. When it comes to X are also included so-called Baby Boomers who already aculturaram few decades ago with the behavior of Generation X.

Another difficulty faced by companies nowadays is the lack of the use of emails. On one side, we see young people wishing to get instant answers, while acculturated in emails remain in their pace of previous work, answering your digital messages as they appear in the inbox. The emails today represent a threat to business communication, often extending unnecessary noise and requiring valuable time in reading and response electronic correspondence.

We must establish a new process within organizations, allowing everyone to have access to a simplified model of communication, which satisfies the instant messaging options and fast is one on one, or groups, thus avoiding the use of emails. For relevant information forming part of the assets of the company, such as communications, procedures, job descriptions, plans, campaigns, among others, would be able to use a new way of management, also replacing the old concept of simply storing documents. And the issue of collaboration is so much talk nowadays can be properly orchestrated, provided it is restricted to working groups for the same purposes.

Inevitably, companies will have to adapt to changes to meet the requirements and standards of behavior of three different generations. Or, find great difficulties in the coming years, when future business leaders will be composed of representatives of the generation Z, and new forms of dialogue will be replaced with current communication systems within companies. So, get ready.

Posted in Gestão | Leave a Comment »