PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    maio 2013
    D S T Q Q S S
    « abr   jun »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  

Como tratar suas estrelas

Posted by HWBlog em 12/05/2013

talentos 3Como tirar o melhor do profissional talentoso e criativo, quando ele também é uma prima-dona, temperamental, imprevisível, excêntrico e arrogante?

Como motivar um profissional assim? A resposta segundo os estudiosos, seria uma mistura de rédea longa e rédea curta, um pouco de liberalidade e um pouco de restrição, na medida certa.

No artigo “Seven rules for Managing Creative People” , Tomas Chamorro-Premuzic, professor de psicologia do University College, de Londres, analisou a literatura acadêmica de negócios em busca de tal fórmula.

Vamos a elas:

1-Deixe-o sozinho:
A pior coisa que se pode infligir ao talento criativo é fazê-lo trabalhar com alguém igual a ele. A convivência pode se transformar numa guerra de egos. Um estudo da Rotterdam School of Management, na Holanda, concluiu que a estrela brilha mais quando cercada de profissionais medianos, que cuidam dos detalhes e processos. “É como o Messi, que precisa do Busquets e do Puyol para brilhar” diz Chamorro-Prezumic, citando o Barcelona.

2-Salário alto, nunca:
“Pague pouco a ele”, diz o professor. Nos últimos 20 anos, diversos estudos apontam que a “gratificação extrínseca”, bônus, gordos salários, inibe o interesse intrínseco do profissional pela sua atividade.

3-Celebre o fracasso:
O gestor dever ser como um pai para o criativo, aplaudindo até sua bagunça. Os talentos são crianças que gostam de ser mimadas. “Demonstre apoio incondicional a eles. Encoraje-os mesmo quando eles o absurdo e fracassam”. Afinal, a inovação nasce da incerteza, do risco e da experimentação.

4-Livre-o da burocracia:
“O combustível da criatividade é a relevância e importância do que se faz. Deixe-o se dedicar às coisas que realmente lhe inspirem”.

5-Não o pressione:
A criatividade também é fruto da liberdade. “Não force o criativo a seguir processos ou estruturas” diz o professor. Dê a ele regalias como montar o próprio horário, ou trabalhar remotamente.

6-Surpreenda-o:
Poucas coisas destroem mais a produtividade do tipo criativo do que o tédio. A criatividade está correlacionada à tolerância à ambiguidade. Ou seja, um ambiente muito previsível lhe faz mal. Instigue-o.

7-Faça-o se sentir importante:
“A verdadeira justiça consiste não em tratamento igualitário, mas sim como cada um merece ser tratado” diz Chamorro-Premuzic. O profissional de talento merece tratamento VIP.

How to treat your stars

How to get the best professional talented and creative when he is also a prima donna, moody, unpredictable, eccentric and arrogant?

How to motivate a professional way? The answer according to scholars, was a mixture of long and short rein bridle, a bit of liberality and a little restraint in the right measure.

In the article “Seven rules for Managing Creative People”, Tomas Chamorro-Premuzic, teacher of psychology at University College London, examined the academic literature business in search of such formula.

Let them:

1-Leave him alone:
The worst thing you can inflict is the creative talent to make it work with someone like him. The coexistence can become a war of egos. A study of the Rotterdam School of Management, the Netherlands, concluded that the star shines brightest when surrounded by medial professionals, who take care of the details and processes. “It’s like Messi, who needs Busquets and Puyol to shine,” says Chamorro-Prezumic, citing Barcelona.

2-High salary, ever:
“Pay a little to it,” says the teacher. Over the past 20 years, several studies indicate that the “extrinsic gratification” bonuses, fat salaries, inhibits the intrinsic interest of the professional activity.

3-Celebrate the failure:
The manager should be like a father to the creative, cheering up their mess. Talents are kids who like to be pampered. “Demonstrate unconditional support to them. Encourage them even when they fail and the absurd. ” After all, innovation is born of uncertainty, risk and experimentation.

4-Free-the bureaucracy:
“The fuel of creativity is the relevance and importance of what you do. Let him devote to things that really inspire you. ”

5-Do not press:
Creativity is also the fruit of freedom. “Do not force the creative processes or structures hereinafter” the professor says. Give him perks how to assemble their own time, or working remotely.

6-Surprise him:
Few things destroy more productivity creative type than boredom. Creativity is correlated with tolerance for ambiguity. Ie, a very predictable it hurts. Entice him.

7-Make him feel important:
“True justice is not equal treatment, but as each one deserves to be treated,” says Chamorro-Premuzic. The professional talent deserves VIP treatment.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: