PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    novembro 2012
    D S T Q Q S S
    « out   dez »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  

Vamos lá, tire férias! Pelo tempo que quiser

Posted by HWBlog em 19/11/2012

Vamos lá, tire férias! Pelo tempo que quiser

Em um esforço para estimular a criatividade dos funcionários, reduzir a rotatividade e evitar o esgotamento, algumas empresas estão oferecendo aos empregados o benefício máximo: férias remuneradas ilimitadas.

Ao mostrar que confiam em seus funcionários, dizem os empregadores, eles estão cultivando uma cultura de confiança ainda mais profunda. Embora a prática ainda seja experimental, essas empresas dizem que até agora constataram poucos abusos do sistema.

A Red Frog Events, uma organizadora de entretenimentos de fim de semana sediada em Chicago, não monitorou os dias de férias tirados pelos empregados desde suas primeiras contratações, há cerca de dois anos. Muitos de seus 80 empregados de tempo integral “tiram dois ou três dias aqui e ali” para recarregar as energias ou cumprir obrigações pessoais, tais como ir ao casamento de um amigo; mas ninguém abusou da política da empresa de férias ilimitadas, diz a diretora de recursos humanos, Stephanie Schroeder.

As férias ilimitadas são oferecidas em geral em empresas menores, onde os horários são mais fáceis de coordenar, mas ainda assim é um benefício relativamente raro, dizem os especialistas. Atualmente, apenas 1% dos empregadores oferece esse benefício, de acordo com o Levantamento de Benefícios dos Empregados de 2012 feito pela Sociedade de Gestão de Recursos Humanos dos Estados Unidos, que entrevistou 550 profissionais de RH. A maioria das empresas oferece um período de férias fixo: o trabalhador americano mediano de tempo integral recebeu 2,6 semanas de férias no ano passado, segundo uma pesquisa de 465.000 trabalhadores realizada pela PayScale, firma que coleta dados sobre remuneração.

Jay Jamrog, vice-presidente sênior de pesquisas do Instituto para a Produtividade Empresarial, uma organização de pesquisas, diz que o tempo de férias ilimitado é uma forma de baixo custo de ganhar a lealdade dos funcionários, e pode ajudar a compensar fatores como baixos salários, congelamento salarial ou perda de bonificações. Adotar essa política envia a mensagem de que a empresa valoriza o bem-estar dos funcionários e o equilíbrio entre o trabalho e a vida particular. “É principalmente uma questão de imagem”, diz ele.

Mesmo assim, essa política não é uma boa opção para qualquer empresa, diz ele, e os empregadores devem proceder com cautela.

“Você tem que ter uma cultura de alta confiança”, diz ele. “Se essa cultura não existir, posso imaginar o quanto as pessoas vão abusar do sistema.”

Dov Seidman, diretor-presidente da firma de consultoria de serviços LRN, reconhece que desde que a empresa introduziu férias ilimitadas, há três anos, alguns funcionários “tomaram decisões erradas” e perderam reuniões para tirar uma folga. Mas esses erros são raros, diz ele, e “ninguém nunca se ausentou por quatro semanas”.

Seidman diz que seus cerca de 300 funcionários ficaram mais ponderados e atenciosos em relação às folgas, como resultado dessa política. Muitos agora se sentem obrigados a verificar a situação de férias dos colegas antes de marcar suas folgas, diz ele.

A produtividade também não sofreu. Antes da nova política, os funcionários tiravam, em média, três semanas de férias por ano, número que continuou inalterado, diz Seidman.

“As pessoas ficam muito mais honestas e responsáveis quando confiamos nelas”, diz ele.

Leslie Kwoh, jornalista The Wall Street Journal

Come on, take a vacation! By the time you want

In an effort to stimulate the creativity of employees, reduce turnover and avoid burnout, some companies are offering employees the maximum benefit: unlimited paid vacation.

By showing that trust their employees, employers say they are cultivating a culture of trust even deeper. Although the practice is still experimental, these companies say that so far found few abuses of the system.

The Red Frog Events, an organizer of weekend entertainment based in Chicago, not monitored the vacation days taken by employees from their first signings, for about two years. Many of its 80 full-time employees “take two or three days here and there” to recharge or fulfill personal obligations, such as attending the wedding of a friend, but no one has abused company policy of unlimited vacation, says director human resources, Stephanie Schroeder.

The holidays are offered unlimited generally in smaller companies, where the schedules are easier to coordinate, but it is still a benefit relatively rare, experts say. Currently, only 1% of employers offer this benefit, according to the Employee Benefits Survey done in 2012 by the Society of Human Resources Management in the United States, which surveyed 550 HR professionals. Most companies offer a fixed holiday period: the median American worker fulltime received 2.6 weeks of vacation last year, according to a survey of 465,000 workers conducted by PayScale, a company that collects data on remuneration.

Jay Jamrog, senior vice president of research at the Institute for Corporate Productivity, a research organization, says the unlimited vacation time is a low cost way to earn the loyalty of employees, and can help compensate for factors such as low wages , freezing wages or loss of subsidies. Adopting this policy sends the message that the company values ​​the well-being of employees and the balance between work and private life. “It’s mostly a matter of image,” he says.

Even so, this policy is not a good option for any company, he says, and employers should proceed with caution.

“You have to have a culture of high trust,” he says. “If this culture does not exist, I can imagine how people will abuse the system.”

Dov Seidman, CEO of consulting firm LRN services, recognizes that since the company introduced unlimited rentals, three years ago, some officials “took wrong decisions” and missed meetings to take a break. But these errors are rare, he said, and “nobody ever went away for four weeks.”

Seidman says its about 300 employees were more thoughtful and considerate in relation to clearances as a result of this policy. Many now feel obligated to check the status of fellow holiday before scoring his slacks, he says.

The productivity did not suffer. Before the new policy, employees took on average three weeks of vacation per year, a figure that remained unchanged, says Seidman.

“People are much more honest and responsible when we trust in them,” he says.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: