PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    outubro 2012
    D S T Q Q S S
    « set   nov »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Use o LinkedIn como plataforma de marketing digital

Posted by HWBlog em 29/10/2012

Use o LinkedIn como plataforma de marketing digital

Os 175 milhões de usuários profissionais da rede social são considerados uma mina de ouro para as marcas. De acordo com a rede social, seu público é um dos mais educados, ricos e influentes na web

A equipe do LinkedIn está convencida que os seus 175 milhões de usuários profissionais em todo o mundo, 10 milhões deles no Brasil, são uma mina de ouro para as marcas. Agora quer convencer CEOs, CMOs e CIOs  de que podem encontrar lá um dos públicos mais educados, ricos e influentes na web. Portanto, um bom alvo para ações de marketing digital e social commerce.

Mas como aproveitar o potencial desse audiência? Pode ser um desafio desastroso, se você é for novo no LinkedIn e desconhecer seu portfólio de recursos.

Tome nota: a recém-redesenhada páginas da empresa da rede social pode ser o seu centro de negócios. Da mesma forma que a seção de Carreiras deve estar permanentemente atualizada com as vagas de emprego, a de Produtos deve ser transformada em uma espécie de catálogo ou vitrine, com informações sobre o que há de novo.

“Este é o lugar onde você se envolver com o seu público”, diz Alison Engel, diretora global de marketing  da LinkedIn para soluções de mercado. Segundo ele, quando um usuário do LinkedIn faz um comentário favorável sobre seus negócios ou ofertas, você obtém recomendações de confiança. Quando as pessoas do ciclo de relacionamento dos seus clientes visualizarem estas recomendações, você se beneficiará. E quando estas recomendações forem compartilhadas, você se beneficiará novamente.

“Uma dificuldade comum a muitas companhias para manterem a sua Página de empresa envolvente é ter bom conteúdo, em volume suficiente e significativo, para oferecer regularmente para suas audiências. “As empresas não percebem o quanto de conteúdo já têm em suas mãos”, diz Engel.

Aqui estão quatro tipos de conteúdo que os usuários do LinkedIn anseiam.

Notícias da empresa:

O motivo pelo qual as pessoas estão seguindo a sua empresa é o desejo de manterem-se atualizadas sobre suas informações, diz Engel. E esse tipo de informação é geralmente algo que você já tem preparado: pense em lançamentos da empresa, tendências da indústria e anúncios e press releases sobre produtos e serviços, diz ela.

“Nada disso exige uma equipe de pessoas produzindo conteúdo adicional”, diz ela. “Sua presença deve realmente ser pensada como uma versão mais envolvente do site de sua empresa.”

Conteúdo interativo:

Engel diz que você deve procurar variar o seu conteúdo, evitando que toda publicação seja estática. Inclua links ou vídeos em alguns de seus posts para aumentar o engajamento dos usuários. Use essas publicações para atrair, exibir e selecionar recomendações de seus clientes.

A IBM, por exemplo, publica trechos de textos de seus blogs com links para eles, onde o usuário pode ler mais. “Isso ajuda a oferecer para as pessoas um contexto mais rico e incentiva o envolvimento”.

A IBM também varia o seu conteúdo com o vídeo.

O uso do aplicativo Polls também é recomendável. Ele permite que você obtenha mais informações do seu público alvo.

Atualizações regulares:

Nem todas as mensagens precisam ser amarradas a um pedaço de conteúdo. Considerar a publicação de atualizações em torno eventos da indústria ou conferências pode ser uma boa ideia. “Os comerciantes geram um monte de atividade em torno de eventos”, diz Engel.

Conteúdo externo:

Se você está pressionado pelo conteúdo, olhe para além das notícias sobre a empresa, publicando informações de eventos e vídeos sobre o mercado no qual atua que possam interessar o seu público, diz Engel.

A Cisco, por exemplo, diversifica suas atualizações com conteúdo de terceiros.

“Há um verdadeiro valor agregado para as pessoas que seguem a sua empresa quando você publica artigos de notícias ou uma história com um ponto de vista interessante”, diz Engel. “Tudo o que você publicar não precisa ser de ou sobre a sua empresa.”

Vale lembrar também que o LinkedIn oferece opções diferenciadas para anúncios na rede social. Ao selecionar um público-alvo por cargo, função de trabalho, setor, localidade, idade, sexo, nome da empresa, tamanho da empresa ou Grupo do LinkedIn, você especifica quais usuários do LinkedIn receberão seus anúncios.

O LinkedIn Ads segue o formato de cobrança consagrado de CPC (Custo Por Clique) e CPM (Custo Por Mil). Basta estipular o valor máximo que deseja investir e o valor por cliques ou impressões. A maioria das pessoas prefere o CPC, o que significa que se paga quando alguém clica no anúncio. Este método de pagamento permite que se especifique um lance – o valor máximo que se esteja disposto a investir por cada clique. Não há nenhum critério de gastos semanais, mensais ou anuais. Não há contrato de longo prazo. Você controla o quanto gostaria de investir e o tempo de veiculação de seus anúncios.

Se o seu público está no LinkedIn, por que não focar seus esforços em uma plataforma qualificada e que atenda ao seu mercado?

Kristin Burnham, CIO/EUA

Use LinkedIn as a platform for digital marketing

The 175 million users of the social network practitioners are considered a goldmine for brands. According to the social network, your audience is one of the most educated, wealthy and influential web

The LinkedIn team is convinced that its 175 million users professionals worldwide, 10 million of them in Brazil, are a goldmine for brands. Now he wants to convince CEOs, CMOs and CIOs who may find there one of the public more educated, wealthy and influential web. Therefore, a good target for shares digital marketing and social commerce.

But how to harness the potential of this audience? It can be a challenge disastrous if you’re new to LinkedIn and is unaware of its portfolio of resources.

Take note: the newly redesigned pages of the company’s social network can be your business center. Likewise the Careers section must be permanently updated with the jobs, the Product must be transformed into a kind of catalog or storefront, with information about what’s new.

“This is the place where you engage with your audience,” says Alison Engel, director of global marketing for LinkedIn to market solutions. According to him, when a LinkedIn user makes a favorable comment about your business or offers, you get trusted recommendations. When people cycle relationship of their clients to view these recommendations, you will benefit. And when these recommendations are shared, you will benefit again.

“A common difficulty for many companies to keep their company engaging page is having good content in volume and significant enough to give regularly to their audiences.” Companies do not realize how much content already have on their hands, “says Engel.

Here are four types of content that users crave LinkedIn.

Company News:

The reason people are following your company is the desire to keep up to date on their information, says Engel. And this kind of information is usually something you have already prepared: think of the company’s releases, industry trends and announcements and press releases about products and services, she says.

“None of this requires a team of people producing additional content,” she says. “His presence should really be thought of as a more immersive site of your company.”

Interactive Content:

Engel says that you should seek to vary your content, preventing any publication is static. Include links or videos on some of your posts to increase the engagement of users. Use these publications to attract, select and display recommendations for their clients.

IBM, for example, publishes excerpts of texts from their blogs with links to them, where you can read more. “This helps to provide people a richer context and encourages involvement.”

IBM also varies its content with the video.

The Polls application usage is recommended. It allows you to get more information from your target audience.

Regular updates:

Not all messages need to be tied to a piece of content. Consider posting updates about industry events and conferences can be a good idea. “Traders generate a lot of activity around events,” says Engel.

External content:

If you are pressed for content, look beyond company news, publishing event information and videos on the market in which it operates that might interest your audience, says Engel.

Cisco, for example, diversifies its updates with content from third parties.

“There’s a real value for the people who follow your company when you publish news articles or a story with an interesting point of view,” says Engel. “Everything you need not be published or about your business.”

Remember also that LinkedIn offers different options for ads on the social network. When selecting a target audience by job title, job function, industry, location, age, gender, company name, company size or the LinkedIn Group, you specify which users will receive their ads on LinkedIn.

LinkedIn Ads collection follows the format set out in CPC (Cost Per Click) and CPM (Cost Per Thousand). Simply provide the maximum amount you want to invest and value for clicks or impressions. Most people prefer the CPC, which means you pay when someone clicks on the ad. This payment method allows you to specify a throw – the maximum you are willing to invest for each click. There is no criterion expenses weekly, monthly or yearly. There is no long term contract. You control how much would you invest and the time of placement of your ads.

If your audience is on LinkedIn, why not focus your efforts on one platform and qualified that suits your market?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: