PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    setembro 2012
    D S T Q Q S S
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  

Autossuficiência

Posted by HWBlog em 17/09/2012

“Conheça o contentamento e você não sofrerá nenhuma desgraça; saiba quando parar e você não se deparará com nenhum perigo. Assim você perdurará.”

Lao Tzu, filósofo chinês

Um poderoso executivo saiu de férias, as primeiras férias em quinze anos. Ele Estava caminhando por uma doca em uma pequena aldeia de pescadores quando um pecador de atum atracou seu barco. Enquanto o pescador amarrava o baco à doca, o executivo expressou sua admiração pelo tamanho e qualidade dos peixes.

“Quanto tempo levou para pescar esses peixes?, o executivo perguntou.

“Não muito”, respondeu o pescador

“Por que você não ficou mais tempo para pegar mais?, perguntou o executivo

“Tenho o suficiente para sustentar a minha família”, disse o pescador.

“Mas”, indagou o executivo, “o que você faz com o resto do seu tempo?”

O pescador respondeu: “Durmo até mais tarde, pesco um pouco, brinco com os meus filhos, tiro uma soneca depois do almoço com minha esposa e passeio pela aldeia todas as noites, onde bebo vinho e toco violão com meus amigos. Tenho uma vida plena e ocupada”.

O executivo ficou boquiaberto. “Tenho um MBA em Harvard e posso ajuda-lo. Você pode passar um tempo pescando. Com os lucros, pode comprar um barco maior. Com um barco maior você pode pescar mais peixes, que pode vender e comprar vários barcos. Com o tempo, você terá toda uma frota”

“Em vez de vender os seus peixes a um intermediário você pode vender diretamente aos consumidores, o que melhorará as suas margens. Com o tempo você abrir a própria fábrica, de forma que terá controle sobre o produto, o processamento e a distribuição. Você naturalmente terá de sair desta aldeia e se mudar para a cidade para administrar seu empreendimento em expansão”.

O pescador ficou um momento em silêncio e perguntou: “Quanto tempo isso levaria?”

“Quinze, vinte anos. Vinte e cinco no máximo.”

“E depois?”

O executivo riu. “Depois vem a melhor parte. Quando chegar o momento certo, você pode abrir o capital da sua empresa e vender todas as suas ações. Você ganharia milhões”

“Milhões? E depois, o que eu faria?”

O executivo pensou por um momento. “Você pode se aposentar, dormir até mais tarde, pescar um pouco, brincar com os filhos, tirar uma soneca depois do almoço com a sua esposa e ir para a aldeia todas as noites beber vinho e tocar violão com os amigos”

Ao ouvir a própria resposta, o executivo abanou a cabeça e se despediu do pescador. Imediatamente depois de voltar das férias, o executivo se demitiu do emprego.

Não sei ao certo onde surgiu essa parábola, mas a mensagem é útil: o propósito final do negócio não é necessariamente maximizar os lucros.

O lucros são importantes, mas são só um meio para um fim: criar valor, pagas as despesas, pagas as pessoas que operam o negócio e sustentar a si mesmo e à família. O dinheiro não é um fim por si só: é uma ferramenta e a utilidade dessa ferramenta depende do que você pretende fazer com ela.

O seu negócio não precisa gerar milhões ou bilhões de dólares para ter sucesso. Se você tiver lucro suficiente para fazer as coisas necessárias para manter o negócio em operação e receber uma compensação pelo seu tempo e energia, você já terá sucesso, não importa quanta receita seu negócio gerar.

A Autossuficiência é o ponto no qual um negócio gera lucro suficiente para que as pessoas que o estão operando considerem que vale a pena prosseguir no futuro próximo. Paul Graham, venture capitalista e fundador da Y Combinator, uma empresa de capital de risco de estágio inicial, chama o ponto de Autossuficiência de “lucro de lámen”, ser lucrativo o suficiente para pagar o aluguel, pagar as contas de serviços básicos (água, luz e telefone) e comprar comida barata, como lámem, o macarrão japonês. Você pode não estar ganhando milhões de dólares, mas tem receita suficiente para continuar desenvolvendo seu empreendimento sem entrar no vermelho.

Não é possível criar valor se você não tem como pagar as contas. Se não estiver gerando receita suficiente para cobrir as despesas operacionais, você está diante de um grande problema. Para manter as portas da empresa abertas, você deve ser capaz de pagar os empregados e os proprietários pelo tempo, esforço e atenção que eles estão dedicando ao empreendimento.

Se estas pessoas não considerarem que vale a pena continuar fazendo esse investimento, elas vão investir em outro lugar.

Você pode monitorar a suficiência financeira utilizando um indicador chamado “meta de receita mensal” (MRM). Como empregados, terceiros e fornecedores normalmente são pagos mensalmente, é relativamente simples calcular quanto dinheiro será necessário para pagar suas dívidas mensais. A sua meta de receita mensal o ajuda a decidir se você atingiu ou não o ponto de Autossuficiência: enquanto estiver ganhando mais do que sua MRM, você é Autossuficiente. Se não, você tem trabalho a fazer.

A Autossuficiência é subjetiva, o quanto é suficiente para continuar fazendo o que você está fazendo é uma decisão pessoal. Se não tiver grandes necessidades financeiras, você não precisa de tanta receita para prosseguir.

Se estiver gastando milhões de dólares em folha de pagamento, escritórios e outras instalações e sistemas dispendiosos, precisa de muito mais receita para manter a Autossuficiência.

Quanto antes você puder atingir o ponto de Autossuficiência, mais chances o seu negócio tem de sobreviver e prosperar. Quanto mais receita você gerar e menos gastar, mais rapidamente atingirá o seu ponto de Autossuficiência.

Quando atingir esse ponto, você será um sucesso, não importa quanto dinheiro esteja entrando.

Haroldo Wittitz, economista

Self-Reliance

“Meet the contentment and you will not suffer no disgrace; know when to stop and you will not be faced with any danger. So you will endure. ”

Lao Tzu, Chinese philosopher

A powerful executive went on vacation, the first vacation in fifteen years. He was walking along a dock at a small fishing village when a sinner tuna docked his boat. While the fisherman tied the spleen to the dock, the executive expressed his admiration for the size and quality of fish.

“How long it took to catch those fish?, The executive asked.

“Not much,” replied the fisherman

“Why do not you stay out longer to catch more? Asked the executive

“I have enough to support my family,” said the fisherman.

“But,” asked the officer, “what do you do with the rest of your time?”

The fisherman replied, “I sleep late, fish a little, play with my children, take a nap after lunch with my wife and walk through the village each evening where I drink wine and play guitar with my amigos. I have a full and busy life. ”

The executive gaped. “I have an MBA from Harvard and I can help him. You can spend time fishing. With the profits, you can buy a bigger boat. With a bigger boat you can catch more fish, you can sell and buy several boats. With time, you will have an entire fleet ”

“Instead of selling your fish to a middleman you could sell directly to consumers, which will improve their margins. By the time you open the factory itself, so that will have control over the product, processing and distribution. You will naturally have to leave this village and move to the city to manage its expanding enterprise. ”

The fisherman was silent for a moment and asked, “How long would it take?”

“Fifteen, twenty years. Twenty-five at most. ”

“And then?”

The executive laughed. “Then comes the best part. When the time comes, you can open the capital of your company and sell all of its shares. You win millions ”

“Millions? And then, what would I do? ”

The executive thought for a moment. “You may retire, sleep late, fish a little, play with the kids, take a nap after lunch with his wife and go to the village every night to drink wine and play guitar with friends”

Upon hearing the response itself, the executive shook his head and said goodbye to the fisherman. Immediately after returning from vacation, the executive resigned from employment.

Not sure where did this parable, but the message is useful: the ultimate purpose of business is not necessarily maximize profits.

The profits are important, but are only a means to an end: creating value, paid expenses, paid the people who operate the business and support himself and family. Money is not an end in itself: it is a tool and utility of this tool depends on what you intend to do with it.

Your business does not need to generate millions or billions of dollars to succeed. If you have enough profit to do the things necessary to keep the business in operation and receive compensation for your time and energy, you will have success no matter how much revenue your business generates.

The Self-sufficiency is the point at which a business generates enough profit for people that are operating deem worth pursuing in the near future. Paul Graham, venture capitalist and founder of Y Combinator, a venture capital company first stage, called the Point of Self-Reliance “profit of ramen,” be profitable enough to pay the rent, pay the bills for basic services (water , electricity and telephone) and buy cheap food, as Lamem, the Japanese noodles. You may not be earning millions of dollars, but has enough revenue to continue developing their enterprise without going into the red.

You can`t create value if you do not have to pay the bills. If you are not generating enough revenue to cover operating expenses, you’re faced with a big problem. To keep the doors open company, you should be able to pay employees and owners for the time, effort and attention they are devoting to the project.

If these people do not consider it worthwhile to continue making this investment, they will invest elsewhere.

You can monitor the sufficiency using an indicator called the “target monthly income” (MRM). As employees, contractors and suppliers are usually paid monthly, is relatively simple to calculate how much money you need to pay your monthly dues. Your monthly revenue target helps you decide whether or not you’ve reached the point of Self-Reliance: while earning more than their MRM, you are Self-sufficient. If not, you have work to do.

The Self-sufficiency is subjective, how much is enough to keep doing what you’re doing is a personal decision. If you do not have great financial needs, you do not need as much income to proceed.

If you are spending millions of dollars in payroll, offices and other facilities and systems costly, needs more revenue to maintain Self-Reliance.

The sooner you can reach the point of Self-Reliance, the more likely your business is to survive and prosper. As you generate more revenue and less spending, more quickly reach its point of Self-Reliance.

When you reach this point you will be a success, no matter how much money is going.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: