PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    setembro 2012
    D S T Q Q S S
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  

Por que resistimos ao sucesso?

Posted by HWBlog em 10/09/2012

Durante os últimos anos tenho me dedicado ao estudo do empreendedorismo e do desenvolvimento pessoal e profissional. Adoro isso.

Procuro entender cada vez mais de negócios, de pessoas, e de relacionamentos.

Tenho dito e disseminado com frequência que empreender é uma prática que vai além da ciência, um exercício constante de aprendizado.

Virtudes como perseverança, disciplina e excelência são importantes, mas, para ser bem-sucedido na vida e nos negócios é necessário bem mais do que isso.

Você precisa ir além do qualquer um já foi. Você já deve ter lido em inúmeros livros que, para conseguir mais do que conseguiu, precisa fazer mais do que já fez. Porém, quero propor uma mudança de viés.

Talvez você não precise fazer mais, tampouco se matar de trabalhar. O que você precisa é trabalhar com paixão e criatividade.

Antes de prosseguir, quero relembrar Confúcio: “encontre o que você gosta de fazer e nunca mais vai trabalhar na vida”.

Para mudar, é necessário parar de seguir modelos prontos. Os parâmetros utilizados pelas pessoas de sucesso que admiramos não são os mesmos que nos levarão a obter sucesso.

Se você tentar imitar o Silvio Santos, por exemplo, talvez se torne bom camelô ou bom comediante. Não há nenhum mal nisso, desde que agregue valor à sua vida e à vida das pessoas ao seu redor.

Para ir além do Silvio Santos, sem tentar imitá-lo, deve-se abrir mão de vários elementos e criar algo diferente, inovador e desejado pelas pessoas.

Quando você encontrar o que realmente deseja na vida, vai iniciar uma experiência excitante e interminável.

O seu talento é único.

Fazer sacrifícios e perseverar é importante, porém existem pessoas que fazem tudo isso e não saem do lugar.

Além do mais, eu e você conhecemos milhares de talentos desperdiçados que se entregaram aos feitiços irreversíveis do salário fixo, dos concursos públicos, da estabilidade e do apadrinhamento.

Uma boa parte deles abriu mão dos sonhos, dos desejos e da própria vocação.

Testemunhamos isso em todos os campos da atividade humana, pessoas que seriam excelentes biólogos, cientistas, artistas, esportistas, mas, por várias razões, abriram mão do sonho em troca de um salário mediano, de benefícios e da bendita estabilidade no emprego.

Trezentos anos de Revolução Industrial foram suficientes para sufocar o espírito empreendedor do ser humano.

Na Era Industrial, os donos de fábrica queriam engrenagens substituíveis, submissas e mal remuneradas para operar suas máquinas com eficiência.

As fábricas criaram a produtividade e esta, por sua vez, gerou lucros. Foi bom enquanto durou, mas o mundo mudou.

Por que resistimos ao nosso próprio sucesso?

Quando digo sucesso, refiro-me aos resultados positivos que podemos alcançar com o fruto do nosso trabalho, da nossa dedicação e da nossa criatividade.

Se o sucesso significa alcançar um objetivo, seja ele qual for, podemos enumerar um somatório de pequenos objetivos que nos levarão ao alcance do objetivo maior: a felicidade.

Inicialmente, pare de desperdiçar tempo e dinheiro com bobagens, de jogar fora as oportunidades. Esse negócio de cumprir as regras, fazer apenas o que lhe mandam, cumprir horários e trabalhar duro já não funciona mais.

A era dos empregos maravilhosos em que alguém lhe diz exatamente o que fazer acabou.

Se você procurar um emprego onde seguir as regras é tudo o que você precisa fazer, ótimo, isso é o que vai conseguir: bater cartão-ponto, entrar e sair no horário todos os dias, dizer amém, cumprir políticas, seguir normas, digitar dados e assim por diante.

Por outro lado, se você quiser um emprego onde sua inteligência possa ser colocada em prática, onde você possa assumir riscos e ir além do manual, comece a pensar no seguinte:

* Descubra o que você quer da vida: trinta minutos diários de solidão são suficientes para amadurecer uma ideia e encontrar o seu objetivo de vida; ele não surge do além; é necessário pensar, pensar, pensar, amadurecer, amadurecer, amadurecer…

* Pare de reclamar da economia: as lideranças políticas e o apetite voraz do capitalismo não vão ajustar-se à passividade dos empregos formais e à indisciplina geral do ser humano; algumas empresas sempre vão continuar buscando pessoas que só seguem as regras, porém outras estão em busca da sua inteligência.

* Quebre os padrões: a importância do trabalho mecanizado acabou, portanto, é necessário obter mais conhecimento e trabalhar com mais criatividade para se tornar indispensável; coloque a cabeça para funcionar e crie algo de valor para a sociedade.

* Nunca deixe de aprender e experimentar: a perseverança é sua maior aliada; tente outra vez, mude de emprego, mude a equipe, busque novas fórmulas, novos nichos, novos mercados, até conseguir o que procura.

* Crie uma nova perspectiva de futuro: nas palavras de Seth Godin, escritor e guru do marketing, seja notável, generoso, artista, tome decisões com frequência, conecte pessoas e ideais e o mundo não terá outra escolha a não ser recompensá-lo.

* Mude antes que seja necessário: não há mais espaço no mundo para pessoas inflexíveis diante da mudança e resistentes diante do conflito, portanto, ser mais humano, criativo, conectado e maduro é uma grande vantagem competitiva.

Agora que eu escrevi tudo isso, quero ser solidário contigo. Passo pelos mesmos dilemas.

Há dias em que eu levanto e penso em desistir, porém eu lembro que ainda estou na metade do caminho e a minha desistência serviria apenas para fortalecer a concorrência.

Ser bem-sucedido não é apenas uma questão de esforço ou de fé. É uma questão de escolha, de atitude e de tempo.

Por que você continua resistindo ao sucesso?

Por que você continua resistindo aos seus insights?

Pense nisso e seja feliz!

Jerônimo Mendes: Author

Haroldo Wittitz: Editor and Publisher

Why resist the success?

During the past years I have dedicated myself to the study of entrepreneurship and the personal and professional development. I love it.

I try to understand more and more business, people, and relationships.

I have often said and disseminated to undertake is a practice that goes beyond science, a constant learning exercise.

Virtues like patience, discipline and excellence are important, but to be successful in life and in business is needed much more than that.

You need to go beyond any one already. You may have read in many books that, to achieve more than able, to do more than they already did. However, I want to propose a change of bias.

You may not need to do more, either killing themselves working. What you need is to work with passion and creativity.

Before proceeding, I want to remind Confucius: “Find what you love to do and will never work in life.”

To change, you need to stop following templates. The parameters used by successful people we admire are not the same that lead us to success.

If you try to imitate the Silvio Santos, for example, may become good or good barker comedian. There is no harm in it, since that adds value to your life and the lives of people around you.

To go beyond the Silvio Santos, without trying to imitate him, we must give up various elements and create something different, innovative and desired by people.

When you find what you really want in life, will begin an exciting and endless.

His talent is unique.

Make sacrifices and endure is important, but there are people who do it all and do not leave the place.

Besides, you and I know thousands of wasted talents who surrendered to the charms of irreversible fixed salary, public procurement, stability and sponsorship.

A good portion of them gave up the dreams, desires and their vocation.

We witnessed this in all fields of human activity, people who would be excellent biologists, scientists, artists, sportsmen, but for various reasons, have given up the dream in exchange for a median wage, benefits and job security blessed.

Three hundred years of the Industrial Revolution were enough to stifle the entrepreneurial spirit of the human being.

In the Industrial Age, the factory owners wanted replaceable cogs, submissive and underpaid their machines to operate efficiently.

The plants created productivity and this, in turn, generated profits. It was good while it lasted, but the world has changed.

Why do we resist our own success?

When I say success, I mean the positive results we can achieve with the fruit of our labor, our dedication and our creativity.

If success means achieving a goal, whatever it is, we can enumerate a summation of small goals that will take us to reach the ultimate goal: happiness.

Initially, stop wasting time and money on nonsense, throw away opportunities. This business of complying with the rules, just do what you’re told, work hard and meet schedules no longer works.

The era of wonderful jobs where someone tells you exactly what to do over.

If you look for a job where following the rules is all you need to do, great, this is what will get: hit-point card, come and go on time every day, say Amen, comply with policies, standards below, enter Data and so forth.

On the other hand, if you want a job where their intelligence can be put into practice, where you can take risks and go beyond the manual, start thinking about the following:

* Discover what you want from life: thirty minutes a day of solitude are mature enough to an idea and finding your purpose in life, he comes from beyond, it is necessary to think, think, think, grow, mature, mature …

* Stop complaining economy: the political leadership and the voracious appetite of capitalism will not adjust to the passivity of formal employment and general indiscipline of human beings, some companies will always continue seeking people who only follow the rules, but others are in pursuit of their intelligence.

* Break the patterns: the importance of mechanized work is over, so you need more knowledge and work more creatively to become indispensable; put your head to work and create something of value to society.

* Never stop learning and experiencing: perseverance is your greatest ally, try again, change jobs, change the team, look for new formulas, new niches, new markets, to get what they demand.

* Create a new perspective for the future: in the words of Seth Godin, marketing guru and writer, is remarkable, generous, artist, often make decisions, connect people and ideas and the world will have no choice but to reward him.

* Change before it is necessary: ​​there is no more space in the world for people inflexible in the face of change and resistance in the face of conflict, therefore, be more humane, creative, connected and mature is a great competitive advantage.

Now that I wrote all this, you want to be supportive. Step through the same dilemmas.

There are days when I wake up and think about quitting, but I remember that I’m still halfway and my withdrawal would only serve to strengthen competition.

Being successful is not just a matter of effort or faith. It is a matter of choice, attitude and time.

Why do you keep resisting success?

Why do you keep resisting their insights?

Think about it and be happy!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: