PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    agosto 2012
    D S T Q Q S S
    « jul   set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  

O negócio é jogar Pôquer

Posted by HWBlog em 16/08/2012

Jogo de cartas mais popular do mundo sintetiza estratégias do mundo corporativo e traz importantes ensinamentos para executivos

Imagine uma partida de pôquer entre Barack Obama, Bill Gates e os militares da Guerra Civil Americana. A cena inspiraria um roteiro de filme, não fosse sua importância em momentos emblemáticos da história política e econômica dos Estados Unidos. O jogo de cartas difundido mundialmente ganha espaço nas mesas de negócios, ao reunir aspectos essenciais para a estratégia empresarial.

Apreciador do pôquer, o professor universitário, palestrante e profissional de treinamentos organizacionais William Shibuya tornou-se um especialista na associação do jogo com o mundo dos negócios.

“Avaliação constante de risco e retorno no longo prazo, análise do ambiente competitivo, tomada de decisão com informações parciais, plano de comunicação e inteligência emocional. Todas essas características estão nas mesas de pôquer, de maneira integrada e ampla”, diz.

O pôquer também contribui para exercitar as habilidades estratégicas de forma intensiva ao aplicá-las a um plano, descobrindo erros e se ajustando à realidade.

“Você pode abandonar a mão, continuar do jeito que está ou aumentar a aposta. Os jogadores qualificados não investem em situações em que o ganho esperado ou o risco não compensa, mas agem agressivamente quando o cenário é favorável”, exemplifica.

Militares, políticos e empresários

Há exemplos clássicos da utilização do pôquer em diversas áreas:

•    Líderes militares da Guerra Civil Americana (1861-1865), Robert Edward Lee e Nathan Bedford Forrest exploravam táticas do jogo para vencer adversários em inferioridade ou forçar a rendição usando o blefe.

•    O plano de recuperação econômica lançado após o crash na Bolsa de Valores em 1929 foi batizado como New Deal, expressão que representa a redistribuição das cartas no pôquer, o que renova as esperanças dos perdedores.

•    O caminho do presidente do norte-americano Barack Obama até a Casa Branca teria começado em sessões semanais de pôquer no estado de Illinois, ao lado de democratas e republicanos, como forma de quebrar resistências entre os políticos locais.

•    O CEO da Microsoft, Steve Ballmer, revelou que o plano de negócios da gigante da informática foi concebido em noitadas de pôquer ao lado de um colega de faculdade, Bill Gates.

Shibuya observa que, no pôquer, o status tem seu valor, mas o que conta é o desempenho financeiro e o gerenciamento de risco. “A Microsoft nunca almejou inovação e riscos, como a Apple, mas acumula uma história de grandes resultados financeiros”, compara.

Enquanto isso, o Brasil ainda está atrás no placar.

Pela instabilidade econômica que o país enfrentou por muito tempo, o brasileiro não está acostumado a pensar no longo prazo e comumente atribui o sucesso à sorte ou a um esquema eticamente questionável.

“Ele considera o blefe uma trapaça, quando na verdade é um investimento ousado para afugentar competidores”, diz o professor, lembrando que a indústria cinematográfica aplica a estratégia do pôquer aos grandes lançamentos, ao anunciar a época em que serão exibidos antes de estarem prontos. “Dificilmente a concorrência lançará seu filme na mesma data. Mas essa estratégia só funciona quando se tem credibilidade”, explica.

Shibuya entende que a prática do jogo consiste em ver não só o que está à sua frente, mas também o que está ao lado e ao redor.

“No Brasil, ainda prevalece a especialização profissional. A estratégia entende que o objetivo é harmonizar ao invés de conflitar, mas poucos empresários vislumbram esse cenário. São gênios comerciais, mas não sabem manter seu orçamento sob controle”, conclui.

10 mandamentos do pôquer

1.    Sempre há risco; a questão é qual assumir.

2.    Quanto mais informações, menor o risco.

3.    Apostar mais do que deveria para ter o mesmo retorno é ineficiência.

4.    Deixou de ganhar quando poderia, perdeu dinheiro.

5.    Analise o ambiente. Identifique os competidores, as ameaças e as vítimas.

6.    Entenda a missão e o perfil de cada jogador: ele pode ser um cliente ou parceiro.

7.    Vislumbre os cenários possíveis e avalie suas consequências.

8.    Você sempre estará em busca de novas informações.

9.    Entenda e se interesse pelas pessoas que estão jogando com você. Mas pratique o autoconhecimento, entendendo qual a sua situação em cada cenário do jogo.

10.  Comunicação envolve gestos, entonação, ação, vestimenta e linguagem corporal.

Haroldo Wittitz: Editor and Publisher

The thing is to play Poker

Card game world’s most popular strategies summarizes the corporate world and has important lessons for executives

Imagine a poker game between Barack Obama, Bill Gates and the military Civil War. The scene would inspire a movie script, its importance was not emblematic moments of political and economic history of the United States. The card game is gaining ground worldwide spread on the tables of business by bringing together key aspects to the business strategy.

Fond of poker, the university professor, lecturer and professional organizational training Shibuya William became an expert in pool play with the world of business.

“Ongoing evaluation of risk and return in the long term, competitive environment analysis, decision-making with partial information, communication plan and emotional intelligence. All these features are at the poker tables, an integrated and comprehensive, “he says.

Poker also contributes to exercise the strategic skills intensively to apply them to a plan, finding errors and adjusting to reality.

“You can drop your hand, continues the way it is or raise. Qualified players do not invest in situations where the expected gain or not worth the risk, but act aggressively when the scenario is favorable, “he explains.

Military, politicians and businessmen

There are classic examples of the use of poker in several areas:

• Military leaders of the American Civil War (1861-1865), Robert Edward Lee and Nathan Bedford Forrest explored tactics to win the game in inferior opponents or force the surrender using the bluff.

• The economic recovery plan was released after the stock market crash in 1929 was named as New Deal, an expression that represents the redistribution of the cards in poker, which renews the hopes of the losers.

• The path of the U.S. President Barack Obama to the White House would have started in weekly sessions of poker in the state of Illinois, along with Democrats and Republicans as a way to break resistance among local politicians.

• Microsoft CEO Steve Ballmer revealed that the business plan of the computer giant was conceived in poker nights next to a college friend, Bill Gates.

Shibuya notes that, in poker, the status is of value, but what counts is the financial performance and risk management. “Microsoft never longed for innovation and risk, such as Apple, but accumulates a history of great financial results,” he explains.

Meanwhile, Brazil is still behind on the scoreboard.

For the economic instability that the country faced a long time, the Brazilian is not used to thinking long term and often attributes the success to luck or to schedule an ethically questionable.

“He sees a bluffing trick, when in fact it is a bold investment to ward off competitors,” he says, noting that the film industry implements the strategy of poker to major releases, announcing the time to be displayed before they are ready . “Hardly competition to launch his film on the same date. But this strategy only works when you have credibility, “he explains.

Shibuya believes that the practice of the game is to see not only what lies ahead, but also what is beside and around.

“In Brazil, the prevailing professional expertise. The strategy considers that the aim is to harmonize rather than conflict, but few businessmen envision this scenario. They are business geniuses, but not know how to keep your budget under control, “he concludes.

10 Commandments of Poker

1. There is always risk, the question is what to assume.

2. The more information, the smaller the risk.

3. Betting more than you should to have the same return is inefficient.

4. He stopped when he could win, lost money.

5. Analyze the environment. Identify competitors, threats and victims.

6. Understand the mission and profile of each player: it can be a customer or partner.

7. Glimpse of the possible scenarios and evaluate their consequences.

8. You’re always looking for new information.

9. Understand and interest in people who are playing with you. But practice self-awareness, understanding what your situation in each scenario of the game.

10. Communication involves gestures, intonation, action, dress and body language.

Anúncios

2 Respostas to “O negócio é jogar Pôquer”

  1. Howdy! I just wish to give a huge thumbs up for the great info you
    will have here on this post. I can be coming again to your blog for extra soon.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: