PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    agosto 2012
    D S T Q Q S S
    « jul   set »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  

Dez dicas para se dar bem no ambiente corporativo

Posted by HWBlog em 03/08/2012

Saber agir em um ambiente corporativo está ligado à capacidade de cada profissional em aceitar e assimilar as complexidades de cada empresa

Muitos profissionais não sabem agir em um ambiente corporativo. Para transitar com eficácia e agilidade em uma empresa está diretamente ligada à capacidade de cada profissional em aceitar e assimilar as complexidades de cada empresa.

Na maioria das organizações, o melhor caminho para chegar a algum lugar quase nunca é uma linha reta. Existe uma estrutura formal, aquela do organograma, na qual o caminho parece ser uma linha direta; e também a estrutura informal, na qual os caminhos se cruzam uma ou várias vezes. Considerando que as organizações são compostas por pessoas, elas tornam-se bem mais intricadas.

Ressalto ainda que o ponto crucial para alcançar êxito ao transitar pela complexidade das organizações é aceitar e absorver as complicações das empresas, aprendendo a encontrar um caminho que leve à meta desejada no menor tempo e de uma forma mais simples possível.

Se você quer saber mais sobre como agir e transitar nas organizações corporativas, considere as dez dicas fundamentais para esse processo:

1. Faça uma avaliação em relação ao seu desempenho

Tente fazer uma avaliação mais honesta que puder sobre o motivo pelo qual não é suficientemente habilidoso ao realizar o trabalho de maneira suave e eficaz na organização. Peça feedback para pelo menos uma pessoa de cada grupo com o qual trabalha.

2. Dê uma sacudida nas velhas abordagens

O que está fazendo que aparentemente não está funcionando? Mude alguma coisa. Experimente fazer o que geralmente não faz. Observe o que os demais fazem que é bem mais eficiente comparativamente ao que você faz. Monitore o que funcionou e o que não funcionou.

3. Passe uma impressão positiva

O seu estilo pessoal pode estar atrapalhando. As pessoas deixam impressões diferentes. Quem passa uma impressão positiva consegue transitar mais na empresa que aqueles que deixam má impressão. De que lado você está? Não se esqueça de que impressões positivas incluem a habilidade de ouvir.

4. Seja imparcial

As relações que funcionam estão baseadas na imparcialidade e na consideração do impacto sobre os demais. Não se limite a fazer solicitações e perguntas, chegue também a um consenso sobre como pode ajudar, em vez de apenas pedir apoio. Você sabe o que a área com a qual você entrou em contato precisa para solucionar um problema ou obter uma informação? Como eles veem essa questão? É importante para eles? Como serão afetados pelo que você está fazendo? Se isso os impacta negativamente, você pode oferecer algo em troca?

5. Mapeie outras fontes de suporte

Às vezes, o problema está na avaliação das pessoas. Quem quer mesmo ajudar? Quem vai acabar atrapalhando? No fundo, o que eles querem? O que eles vão pedir em troca do apoio?

6. Considere a natureza da organização (e não se frustre)

O problema pode estar em subestimar a complexidade das organizações. Algumas pessoas sempre gostam de pensar que as coisas são mais simples do que realmente são. Apesar de ser possível que algumas empresas sejam simples, a maioria não é. Tenha sempre isso em mente.

7. Foque

Às vezes, a falta de organização é o que lhe causa problemas. Compreender como as organizações funcionam requer um pouco de disciplina. Você precisa enxergar além do que está na sua frente para realmente compreender o contexto.

8. Siga o fluxo

Algumas pessoas sabem quais são os passos necessários para concretizar algo, mas não têm a paciência necessária para acompanhar o processo. Transitar pelo labirinto inclui parar de vez em quando e deixar que as coisas sigam seu próprio curso. Paciência e agilidade em aprender podem fazer uma grande diferença em sua estratégia.

9. Saiba esperar o inesperado

Se você geralmente perde a cabeça ou fica frustrado, pratique as respostas antes de o fato se consumar. Qual seria o pior dos cenários? O que faria se isso acontecesse? Não reaja, aprenda.

10. Identifique as principais funções e áreas da empresa em que trabalha

Como elas concretizam as ideias? Em quem confiam para fazê-las andar mais rápido pelo labirinto? Como você se compara a elas? Quais são as peças-chave que controlam o fluxo de recursos, dados e decisões? Quais são as peças-guia e orientadoras? Conheça cada uma delas mais a fundo. Quais são as principais antagonistas e quais são as peças-obstáculo? Tente evitá-las ou contorná-las. Afinal, nunca é tarde para se aprimorar no ambiente corporativo.

Haroldo Wittitz: Author, Editor and Publisher

Ten tips to do well in the corporate environment

Knowing how to act in a corporate environment is linked to the ability of each employee to accept and assimilate the complexities of each company Many professionals do not know how to act in a corporate environment. To move with efficiency and agility in a company is directly linked to the ability of each employee to accept and assimilate the complexities of each company. In most organizations, the best way to get somewhere is almost never a straight line. There is a formal structure, that the organizational structure, in which the path seems to be a straight line, and also the informal structure, where the roads meet one or more times. Whereas organizations are composed of people, they become much more intricate. Further emphasize that the crucial point to achieve successful transition to the complexity of organizations is to accept and absorb the intricacies of business, learning to find a path leading to the desired goal in a shorter time and the simplest way possible. If you want to know more about how to act and move in corporate organizations, consider the ten key tips for this process: 1. Make an assessment about their performance Try a more honest as possible about the reason is not sufficiently skilled to carry out the work smoothly and effectively in the organization. Ask for feedback at least one person from each group with which he works. 2. Take a jog in the old approaches What are you doing that apparently is not working? Change something. Try doing what they usually do not. Watch what others do which is much more efficient compared to what you do. Monitor what worked and what did not work. 3. Spend a positive impression Your personal style may be disturbing. People leave different impressions. Anyone who spends a positive impression in the company can move more than those who leave a bad impression. Whose side are you on? Do not forget that positive impressions include the ability to hear. 4. Be impartial Relationships that work are based on fairness and consideration of the impact on others. Do not just make requests and questions, also reached a consensus on how to help, instead of just asking for support. You know what the area with which you came into contact need to solve a problem or obtain information? As they see this issue? It is important to them? As will be affected by what you are doing? If this is the negative impact, you can offer something in return? 5. Map other sources of support Sometimes the problem is the assessment of people. Who really wants to help? Who will end up messing up? Basically, what they want? What will they ask in exchange for support? 6. Consider the nature of the organization (and not get frustrated) The problem may be to underestimate the complexity of organizations. Some people always like to think that things are simpler than they really are. Although it is possible that some companies are simple, most are not. Keep that in mind. 7. Focus Sometimes the lack of organization is what causes you problems. Understand how organizations work requires a little discipline. You need to look beyond what is in front of you to really understand the context. 8. Follow the flow Some people know what are the steps needed to achieve something, but do not have the patience to follow the process. Includes transit through the maze to stop once in a while and let things take its own course. Patience and flexibility in learning can make a big difference in your strategy. 9. Learn to expect the unexpected If you often lose your head or get frustrated, practice answers before the fact be consummated. What would be the worst case scenario? What if this happened? Do not react, learn. 10. Identify key functions and areas of the company you work Because they embody ideas? They trust to make them move faster through the maze? How do you compare them? What are the key parts that control the flow of resources, data and decisions? What are the parts guide and guidelines? Meet each further. What are the main antagonists and what are the pieces obstacle? Try to avoid them or avoid them. After all, it’s never too late to improve the business environment.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: