PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    abril 2012
    D S T Q Q S S
    « mar   maio »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  

Inovação reversa está na moda?

Posted by HWBlog em 27/04/2012

Em recente entrevista, Tarek Farahat, presidente da Procter & Gamble no Brasil, contou que no Egito antigo os obeliscos que serviam como sinalizadores de templos religiosos eram construídos a partir de pedras já existentes – que eram esculpidas para atender as necessidades da nova obra.

E foi inspirado nesse conceito que ele delineou a estratégia de inovação reversa da P&G (quando ideias inovadoras são desenvolvidas primeiramente em países emergentes para depois serem levadas a mercados desenvolvidos), que por aqui tem o nome de ‘A estratégia do Obelisco’.

A criação da Pampers Básica

Farahat conta que no ano 2000, apesar do povo brasileiro assumir que gostava da qualidade das fraldas Pampers (produzidas pela Procter & Gamble) muitas vezes optava por outra marca na hora da compra principalmente pelo quesito financeiro.

Pensando em reverter esse cenário, ele e sua equipe foram às ruas para entender o que desejavam os consumidores de fraldas, e descobriram que o sonho da maioria dos pais era que as fraldas mantivessem seus filhos secos durante todo o período noturno do sono.

Assim, a equipe da P&G pegou a fralda original como modelo e a desconstruiu, tirando partes que não contribuíam para absorção e eliminando itens que representavam custo sem benefício direto da maior absorção e criou a Pampers Básica, com preço menor e maior tempo de absorção.

“Foi um enorme sucesso, porque o consumidor imediatamente sentiu a diferença em relação às outras marcas: com a Pampers Básica o bebê dorme 12 horas – e os pais conseguem dormir também e trabalhar no dia seguinte. Nosso negócio triplicou, e dois anos depois assumimos a liderança nesse mercado”, conta.

Assim, a P&G conseguiu atender uma das principais responsabilidades das empresas no que diz respeito à inovação reversa na visão de seu próprio idealizador, o indiano Vijay Govindarajan (especialista em estratégia e inovação e um dos 50 pensadores mais influentes em gestão do mundo), pois ela olhou para os problemas de seus clientes e então buscou soluções inovadoras.

Colocando a inovação reversa em prática

A história da Pampers é apenas uma maneira de ilustrar como a inovação reversa pode trazer benefícios para todos os envolvidos (organização, clientes e planeta). Segundo Govindarajan, as vantagens dessa prática não param por aí. No entanto, além de pensar nos problemas dos clientes é preciso ainda focar-se nas necessidades de quem vai comprar de você (e não apenas nos produtos já prontos) e, talvez até principalmente, ter humildade para reconhecer as falhas de seus produtos e serviços e, assim, estar apto para buscar recursos para a inovação.

O especialista acrescenta ainda a importância de aliar à inovação reversa o conceito de inovação aberta, em que clientes e pessoas de fora da organização possam ajudar no desenvolvimento das ideias.

O sucesso dessa prática se deve justamente a esses benefícios que ela traz. Penetração maior em países em desenvolvimento (potenciais gigantes no longo prazo, em que sempre vale a pena investir), oportunidade de novos negócios e ideias que não surgiriam em lugares em que tudo parece mais bem planejado.

Haroldo Wittitz: Author, Editor and Publisher

Innovation is in the reverse fashion?
In a recent interview, Tarek Farahat, president of Procter & Gamble in Brazil, said that in ancient Egypt the obelisks which served as markers of religious temples were constructed from existing stones – which were carved to meet the needs of new work.
It was inspired by this concept that he outlined the strategy of reverse innovation at P & G (where innovative ideas are developed primarily in emerging countries only to be taken to developed markets), which here is called ‘The strategy of the Obelisk’.
The creation of Pampers Basic
Farahat says that in 2000, despite the Brazilian people assume that I liked the quality of Pampers (produced by Procter & Gamble) often opted for another brand when buying mainly by the financial item.
Thinking in reverse this scenario, he and his team took to the streets to understand what consumers wanted diapers, and found that the dream of most parents was that the diapers keep your kids dry during the nighttime sleep.
So the team of P & G took the diaper original as a model and deconstructed, removing parts that did not contribute to absorption and eliminating items that represented cost without direct benefit of greater absorption and created the Pampers Basic, with lower price and longer absorption.
“It was a huge success, because the consumer immediately felt the difference from other brands: Pampers Basic with the baby sleeps 12 hours – and parents can sleep well and work the next day. Our business has tripled, and two years later assumed the leadership in this market, “he says.
So P & G was able to meet one of the main responsibilities of companies with regard to innovation reverse the vision of its own creator, the Indian Vijay Govindarajan (a specialist in strategy and innovation and one of the 50 most influential thinkers in management of the world), because she looked at the problems of its customers and then sought innovative solutions.
Putting innovation into practice reverse
The history of Pampers is only one way to illustrate how the reverse innovation can bring benefits to all involved (organization, customers and the planet). According to Govindarajan, the advantages of this practice does not stop there. However, in addition to thinking about the problems of customers is still necessary to focus on the needs of those who will buy from you (and not just the shelf products), and perhaps especially to have the humility to recognize the flaws of its products and services and thus be able to search for the innovative features.
The expert adds the importance of combining innovation reverse the concept of open innovation, in which customers and people outside the organization to assist in the development of ideas.
The success of this practice is due exactly to these benefits it brings. Greater penetration in developing countries (potential giants in the long run, that it always pays to invest), new business opportunities and ideas that do not arise in places where everything seems better planned.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: