PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    abril 2012
    D S T Q Q S S
    « mar   maio »
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    2930  

Afinal, o que é branding?

Posted by HWBlog em 12/04/2012

Muito cuidado quando se lê o termo “branding” por aí. De cada dez empresas que usam esse bonito termo no seu nome, quatro são organizações de pesquisa, quatro são agências de design, uma provavelmente não sabe o que faz e talvez apenas uma trabalhe efetivamente com branding. Lembrando que a pesquisa de mercado e o design podem ser, e geralmente são, importantes etapas desse processo, mas construção de marca é um conceito um pouco mais amplo. Papo reto!

Branding nada mais é do que uma postura empresarial, ou uma filosofia de gestão, que coloca a marca no centro de todas as decisões da organização. Lembrando que a marca vai muito além daquele símbolo no topo da sua loja, ou aquele logo no canto superior esquerdo de seu site. A sua marca é o sentimento que seus consumidores têm por você. É composta por dezenas de elementos: nome, símbolo, slogan, mascote, fama, tradição, história, jingle e embalagem, dentre outros. Nosso desafio, como donos de marcas, é como calibrar todos esses elementos, no sentido de que todos estejam devidamente alinhados.

E o significado estratégico de se fazer uma devida gestão de sua marca torna-se um dos desafios mais vitais no atual contexto empresarial. Seja qual for a indústria, tipo de cliente, segmento de mercado ou país de atuação, as estratégias de branding devem ser cada vez mais encaradas como um dos passos mais importantes no processo de gestão de uma empresa.

Basicamente, ele prega que as interferências sobre uma marca devem ser cuidadosamente planejadas e executadas, e as ações bem ou mal sucedidas são automaticamente sentidas e refletidas na imagem que uma marca tem na mente do consumidor. E todos os passos que sua empresa dá devem sempre levar em conta resultados de longo prazo, pois uma marca não constrói em semanas, ou em seis meses. Ela se consolida em anos e décadas de trabalho consistente.

Puxando a brasa para o nosso contexto brasileiro, vemos que pouquíssimas marcas praticam o branding em sua forma mais plena. A forte concorrência e uma exigência cada vez maior dos consumidores no País, forçando os empresários a não insistirem em uma identidade única por muito tempo. De seis em seis meses, elas adquirem uma cara nova, um posicionamento novo e associações novas. Todos esses movimentos até podem ser muito bem intencionados logicamente, mas vão ao contrário do que prega o branding. Todo mundo quer ver resultados rápidos, claro, mas geralmente não funcionam na mesma velocidade e ansiedade que o mercado responde

O branding prega que tudo comunica a sua marca. Por exemplo, a cor que você pinta os caminhões de sua empresa; a forma como seus funcionários se vestem; o jeito que sua recepcionista atende o telefone; o que você conversa sobre a empresa com seu colega durante um chope. Ou seja, absolutamente tudo comunica a sua marca. Quer entender mais de branding e mergulhar no fascinante, promissor e viciante mundo das marcas? A dica de ouro é: capacite-se!

Por Marcos Hiller: Author

Haroldo Wittitz: Editor and Publisher

What is branding?
Be careful when reading the term “branding” around. Out of ten companies that use this term in its beautiful name, four are research organizations, four are design agencies, one probably does not know what it does and maybe just a work effectively with branding. Recalling that the market research and design can be and often are important steps in this process, but branding is a concept a little broader. Straight talk!
Branding is nothing more than a business attitude, or a management philosophy that puts the brand at the center of all decisions of the organization. Recalling that the brand goes well beyond that symbol at the top of your store, or that at the very top left corner of your site. Your brand is the feeling that their customers have for you. It comprises tens of elements: name, symbol, slogan, mascot, fame, tradition, history, jingle and packaging, among others. Our challenge, as brand owners, is how to calibrate all of these elements, in the sense that everyone is properly aligned.
And the strategic significance of making a proper management of your brand becomes one of the most critical challenges in today’s business environment. Whatever the industry, customer type, market segment or country of operation, the branding strategies must increasingly be seen as one of the most important steps in the process of running a business.
Basically, he preaches that the interference of a brand must be carefully planned and executed, and the successful or unsuccessful actions are automatically sensed and reflected in the image that a brand has the consumer’s mind. And every step that gives your company must always take into account long-term results, because one brand does not build in weeks, or six months. It consolidates in years and decades of consistent work.
Pulling the coals for our Brazilian context, we see that very few brands branding practice in its fullest form. The strong competition and an increased demand of consumers in the country, forcing entrepreneurs to not insist on a unique identity for long. Every six months, they acquire a new face, a new positioning and new associations. All these movements can even be logically well-intentioned, but will fold rather than branding. Everyone wants to see quick results, of course, but generally do not work at the same speed and anxiety that the market responds
Branding preaches that everything communicates your brand. For example, the color you paint the trucks of your company, your employees the way they dress, the way your receptionist answers the phone, what you talk about the company with his colleague over a beer. That is, absolutely everything communicates your brand. Want to understand more branding and dive into the fascinating, promising and addictive world of brands? The tip of thumb is: empower yourself!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: