PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    março 2012
    D S T Q Q S S
    « fev   abr »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031

Desafios da gestão eficiente

Posted by HWBlog em 07/03/2012

Você se considera um gestor eficiente? Está preparado para mudar seu comportamento? Esses são alguns dos questionamentos que fazem parte da rotina de um líder. Mas o que pode levar a essa eficiência e como as empresas têm pensado nisso?

Disseminar a cultura da boa gestão é uma prática que vem aumentando dentro das empresas brasileiras. Vejamos alguns fatores que têm desafiado as empresas na busca pela excelência:

◦ambientes altamente competitivos;

◦pressão para redução de custos;

◦questões socioambientais;

◦crescimento da economia;

◦mitigação dos efeitos da crise financeira mundial;

◦surgimento de novas oportunidades de negócios, como o pré-sal.

Pesquisa realizada no início do ano pela FNQ com 309 empresas mostra que praticamente todas (99%) as organizações que fizeram parte do estudo acreditam que investir e aperfeiçoar a administração do negócio contribui para aumentar a sua produtividade.

Desse total, 42% investem 2% do seu faturamento em programas permanentes de melhoria de gestão; 13% direcionam um montante acima de 10% e apenas 8% afirmam que não investem financeiramente na busca pela excelência.

Considerando os mais diversos aspectos do negócio, as maiores preocupações das empresas são respectivamente: melhores resultados, relacionamento com cliente e gestão de pessoas.

Chegar aos melhores resultados é um dos grandes desafios da gestão eficiente. De acordo com o professor de Stanford, Jeffrey Pfeffer, gestores devem estar atentos às evidências e não seguirem convenções equivocadas. Isso quer dizer que muitos gestores acabam tomando decisões baseadas em suposições e não em fatos. Tal atitude certamente vai distanciá-lo de um alto desempenho.

O downsizing é exemplo dessas convenções equivocadas. Demitir em massa e voltar a contratar quando as coisas melhoram não faz sentido porque, além de sair mais caro, compromete e perturba os relacionamentos dentro da empresa. Voltar a ter uma equipe motivada e engajada pode levar muito tempo.

Entre as dicas para praticar uma gestão eficiente estão:

◦Selecionar sempre com base em fundamentos da empresa que nunca irão mudar, como cultura e valores, por exemplo;

◦Apostar sempre na verdade e na responsabilidade. Se um líder não assume responsabilidades, quem é liderado por ele também não assumirá;

◦Resolver os problemas em vez de simplesmente apontá-los. Um líder com bom desempenho mostra que o sucesso é possível.

Já a fidelização do cliente, outra preocupação destacada na pesquisa da FNQ, deve ser tratada como uma meta. Afinal conquistar novos clientes é mais caro e trabalhoso que manter os atuais. De acordo com Philip Kotler é muito importante que o cliente se torne um fã para que ele recomende seu produto ou serviço. Permitir que o cliente dê sugestões e novas ideias o transforma em um parceiro.

Outro ponto importante na fidelização é se mostrar ativamente preocupado com questões de interesse comum, como a preservação do meio ambiente, por exemplo. Empresas que pensam na sociedade, independentemente do seu ramo de atuação, tornam-se mais próximas de seus clientes e/ou consumidores.

Entre as organizações entrevistadas pela FNQ, 88% dizem que têm investido recursos não financeiros para melhorar sua gestão, como por exemplo: políticas para capacitar e motivar colaboradores, ações socioambientais e programas de ouvidoria e fidelização de clientes.

Segundo a pesquisa, são três os setores da economia que mais investem e se preocupam com a excelência da gestão: automobilístico, energia elétrica e químico e petroquímico. O desafio brasileiro agora é incluir mais setores nesse ranking. E só uma gestão eficiente pode contribuir para esse crescimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: