PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    agosto 2011
    D S T Q Q S S
    « jul   set »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Profissionais menos agradáveis ganham mais do que os mais simpáticos

Posted by HWBlog em 19/08/2011

Um estudo realizado com profissionais norte-americanos mostrou que aqueles considerados não tão ‘agradáveis’ recebem mais do que os ‘agradáveis’, ou seja, que possuem um perfil mais solicito, colaborativo e simpático dentro das organizações.

O levantamento, que tentou compreender se os indivíduos com perfil mais colaborativo são mais ou menos valorizados em termos salariais foi elaborado pelos professores Timothy A. Judge, da Universidade de Notre Dame do estado de Chicago, Beth Livingston, da Universidade de Cornell do estado de Nova York, e Charlice Hurst, da Universidade of Western Ontario, no Canadá. O resultado indicou que tanto entre as mulheres quanto entre os homens, mesmo que as pessoas preferiram trabalhar com profissionais simpáticos, eles acabam ganhando menos do que os ‘implacáveis’.

Apesar da pesquisa ter observado apenas profissionais norte-americanos, quando olhamos para a realidade brasileira, a situação não é tão diferente. O que acontece é que pessoas que valorizam, acima de tudo, a remuneração, tendem a ter um perfil mais rígido e focado em resultados, portanto, acabam ganhando mais.

Desviando o foco
A grande questão levantada pelo estudo é que, apesar dos empregadores valorizarem pessoas simpáticas e colaborativas, eles ainda preferem, antes de tudo, aqueles que entregam resultados. É possível inferir, portanto, que ser simpático ou agradável não vai ajudar a destacar o profissional se ele não mostrar resultados.

Os profissionais que estão sempre dispostos a ajudar, apesar de serem valorizados entre os colegas de trabalho, acabam muitas vezes desviando o foco do seu próprio trabalho e acumulando para si tarefas que fogem de suas responsabilidades. O resultado disso será ótima reputação entre os colegas, mas avaliação negativa perante os superiores.

Harmonia entre valores
Artus ainda pondera que, apesar dos dados do estudo, para o profissional se destacar e ter sucesso na carreira é preciso que haja uma harmonia entre os seus valores e os da empresa em que atua. Na prática, se uma empresa tem uma cultura altamente competitiva e estimula constantemente a competitividade entre os seus gestores, sem dúvida os profissionais marcados por um perfil focado em resultados e, portanto, pouco colaborativos, serão mais valorizados.

Se, por outro lado, a cultura da empresa mostrar que o valor prioritário é a colaboração, os profissionais mais rígidos não serão tão bem avaliados, podendo até ser preteridos na hora de uma possível promoção. “Há pessoas que são apaixonadas por competitividade, e outras que simplesmente não conseguem trabalhar em um ambiente assim, logo, para ter sucesso, é preciso que os valores entre a empresa e o profissional combinem”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: