PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    agosto 2011
    D S T Q Q S S
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  

Archive for 12 de agosto de 2011

Melhores práticas e dicas de utilização do E-mail Marketing

Posted by HWBlog em 12/08/2011

Ferramenta é fundamental para integrar comunicação, mas deve ser usada de forma moderada e com permissão dos usuários

É possível tornar a comunicação mais rápida, fácil e eficaz. Hoje, o e-mail marketing é um dos canais mais eficientes para complementar as ações de propaganda digital, já que usuários de redes sociais são leitores mais frequentes de e-mails. Além disso, plataformas móveis, como smartphones e tablets, estão se popularizando e tornando-se uma importante ferramenta para leitura de mensagens na web. Dessa maneira, é necessário entender como e-mails, redes sociais e dispositivos móveis se relacionam e traçar uma estratégia de comunicação.

“A comunicação com o público, seja promocional ou de relacionamento, se integrada aos diferentes canais, não só terá uma cobertura mais ampla, como também otimizará as chances de impactar o cliente. Como exemplo, se ele não teve a chance de ver a sua promoção em sua rede social preferida, de forma espontânea, recebeu o seu e-mail e, através dele, entrou em sua Fan Page”, analisa Regina Garrido, gerente de Serviços Avançados em Marketing Digital da Frontier Digital Business.

Como exemplo, um e-mail pode ser enviado com uma oferta especial para quem se cadastrou e incluiu o número do celular para utilizar este canal de comunicação. Alguns dias depois, a mesma empresa pode enviar um SMS com uma oferta mais agressiva. “Um concurso cultural pode prever a inscrição e participação através do envio de um SMS, com acompanhamento pelo site, e possibilidade de cadastro para receber resultados por e-mail. Para maior efetividade de sua campanha, a comunicação com múltiplos canais deve ser sequencial”, afirma Regina.

O e-mail marketing torna-se fundamental para a integração da comunicação: pela rastreabilidade/mensurabilidade, custo-benefício, encadeamento da comunicação, personalização da mensagem, praticidade e segmentação. O benefício de se mensurar resultados de interação possibilita identificar quais redes sociais têm mais sinergia com o público de sua empresa e definir estratégia que provoque resultados mais rápidos.

Para que a comunicação por e-mail seja realmente integrada às redes sociais, a dica, segundo Regina, é seguir a regra: conectar, compartilhar e anunciar. Conectar é inserir as redes sociais em sua página, levando o público-alvo a visitá-la, o que muitas empresas já fazem. Depois, incentivar a pessoa a compartilhar a sua promoção, conteúdo ou notícia nas redes sociais. E anunciar é incluir partes de mídias sociais e seu e-mail para tornar o conteúdo mais interessante, atrativo e dinâmico.

“Como exemplos, pode-se colocar, em seus e-mails, posts recentes de seu público nas redes sociais, adotar em seu e-mail uma comunicação visual “emprestada” das redes sociais, usando balões de conversa, avatares, grandes aspas, fotos do autor e ícones das redes sociais. E, para que a sua comunicação esteja integrada, preocupe-se com os formatos das peças de e-mail para leitura em dispositivos móveis. Outra dica é envolver o público em ações que o motive a indicá-las por e-mail, publicar em suas páginas nas redes sociais e compartilhar com seus amigos nas redes”, afirma Regina.

Há muitas redes sociais, como Orkut, Twitter, Facebook, YouTube, LinkedIn, entre outras, mas tudo depende dos objetivos de marketing. O mais importante é conhecer o seu público e saber ‘por onde ele anda’.

“Se o seu potencial cliente abandonou o carrinho de compra, automatize um e-mail com uma oferta mais agressiva para quem parou neste ponto do fluxo do seu e-commerce. Quer chamar a atenção por e-mail antes que ele delete sua mensagem? Identifique-se no nome do remetente de uma forma que ele o reconheça e adote um assunto interessante, sem ser apelativo demais, como colocar o preço no assunto”, orienta a especialista.

Cada vez mais o e-mail marketing está se profissionalizando. Segundo os Indicadores ABEMD de E-mail Marketing, 60% das empresas abordadas em estudo têm a intenção de investir numa solução de gestão e envio deste tipo de ferramenta, e 31% nos 6 meses posteriores à pesquisa. “A realidade da comunicação e relacionamento online é “aqui e agora”. A sua empresa já está preparada?”, questiona Regina.

Relevância e permissão

A dica mais importante é usar o e-mail marketing de forma moderada, com mensagens relevantes e de forma opt-in, isto é, com a permissão do usuário, segundo avalia Stamatios Stamou Júnior, CEO da eCentry, especializada em desenvolvimento de soluções tecnológicas para Gestão de Relacionamento Digital. “Não devemos esquecer de que é necessário também prover um mecanismo de descadastramento para permitir que o usuário deixe de receber mensagens caso deseje. Na prática, a boa comunicação, através de e-mail marketing, acontece quando o usuário deseja e aguarda receber suas mensagens”, afirma.

A segmentação da comunicação a torna mais relevante e assertiva, com consequente ROI mais atrativo. Se você falar com parte do seu público de forma direcionada, além de otimizar os resultados, não estará saturando as pessoas com uma alta frequência de e-mail, e uma comunicação que não é de fato para ele.

“A segmentação não deve se basear só em dados de perfil (demográficos, socioeconômicos e geográficos), mas também em preferências e estilo de vida (psicográficos) e comportamento. Se for possível, faça uso de modelos preditivos, que é a análise de um conjunto de dados atuais e históricos para definir uma regra que permita predizer uma determinada predisposição de um outro perfil para a mesma ação. A quantidade de e-mails recebida por dia está cada vez maior. Como você vai atrair a atenção do seu público sem ser relevante para ele?”, enfoca Stamatios.

A personalização dessa ferramenta de comunicação é parte importante, mas não única. “Eu considero mais relevante manter uma comunicação adequada e segmentada. E-mail marketing está diretamente ligado à database marketing, ou seja, você consegue ter atributos em seu banco de dados que permitem fazer uma comunicação dirigida. Estes atributos podem ser desde sexo, idade e localização até interesses definidos pelo próprio usuário ou por seu padrão de compra”, explica o empresário.

O mobile marketing está associado principalmente ao uso de SMS na comunicação, porém, de acordo com Stamatios, há dificuldades neste processo, que variam desde o alto custo à restrição de envio por parte das operadoras. Com a crescente adoção dos smartphones, as pessoas passaram a ler mais e-mails nos telefones. “Os melhores smartphones permitem que os e-mails sejam lidos sem modificações no seu conteúdo, porém, se você usa ferramenta de e-mail marketing que identifica o leitor do usuário, pode-se filtrar e enviar comunicações mais condizentes com o espaço de leitura reduzido dos aparelhos.”

A grande vantagem do e-mail marketing como meio de comunicação é conseguir enxergar resultados e retorno de investimentos. “É possível saber como anda a taxa de leitura dos e-mails, taxa de cliques em links, reclamações e também medir resultados após o clique em um link. Você pode criar indicadores e assim mensurar até o ROI de uma campanha”, afirma o especialista.

Posted in Marketing | Leave a Comment »

Como remunerar melhor seus funcionários

Posted by HWBlog em 12/08/2011

Diante de um mercado de trabalho aquecido, reter talentos é um dos principais desafios das pequenas e médias empresas hoje. Apesar disso, ainda há empresários que vêem a remuneração dos seus funcionários como custo. Confira a seguir dicas dos especialistas, para garantir uma remuneração satisfatória para seus colaboradores e mantê-los motivados:

1. Valorize sua mão de obra

O estímulo que o funcionário recebe influencia no seu rendimento e, consequentemente, nos resultados da empresa. Oferecer uma remuneração satisfatória torna-se uma vantagem competitiva, especialmente quando a intenção é manter os talentos dentro de casa. No caso do pequeno empreendedor, é preciso recorrer a mecanismos criativos para brigar com os altos salário oferecidos por grandes empresas sem comprometer o orçamento. Uma alternativa é oferecer a ele uma participação nos resultados da empresa, assim ele terá maior motivação para bater as metas estabelecidas.

Mesmo que o salário faça brilhar os olhos, este pode não ser o único objetivo do seu funcionário. Um empreendedor que deseja reter talentos não deve se prender apenas ao salário ou cobrir ofertas da concorrência. Oferecer oportunidades e desafios pode garantir a satisfação no trabalho. “O verdadeiro talento quer ser desafiado e não retido. Ele quer ganhar o justo, mas quer ser colocado à prova”.

2. Defina os índices

Para poder recompensar os funcionários pelos seus esforços, é importante criar índices para medir o desempenho de cada um. Cada empreendimento tem que definir os critérios de avaliação para definir as metas a serem atingidas. “A chefia olha o cargo e identifica a melhoria, olha a situação atual e a ideal”. A empresa pode definir seus índices conforme a sua atividade. Uma sorveteria, por exemplo, pode se basear na satisfação do cliente e estabelecer uma meta para aumentar o nível do atendimento.“Já em uma indústria, fatores como nível de produção pesam mais. A meta também pode ser definida por equipes. “Quem gerar ideias, implantá-las e trouxer resultados, pode garantir bônus ou prêmios para toda a equipe”.

3. Determine as recompensas

Depois de definir o índice a ser medido e o objetivo a ser alcançado, resta transformar essa melhoria para a empresa em benefício para o funcionário. O bom senso é respeitar a média de salário paga pelo mercado para aquela função. Do montante, cerca de 20% a 25% devem ficar como remuneração variável. Para se destacar, algumas empresas aumentam essa proporção para até 30% a 35%. Um funcionário, por exemplo, que receba R$ 700,00 como fixo, pode chegar a R$1.100,00 se as metas forem atingidas. Para garantir o pique dos funcionários, as metas costumam ser definidas por trimestre ou semestre. Evite trabalhar com prazos menores, pois as cobranças podem ser altas demais para o que o funcionário consiga entregar e o resultado pode acabar sendo o inverso do esperado.

4. Respeite sua realidade

Embora a intenção seja positiva para os funcionários, a remuneração variável não pode comprometer o orçamento do seu negócio. “Não dá para começar com ousadia se não tiver lastro na receita”. O erro de alguns empresários é perder a medida. “O equilíbrio de distribuição é fundamental.” Não abata do lucro total da empresa o valor para a remuneração variável, mas um percentual dele, de 15% a 20%. “O resto deve ser utilizado para contingência, marketing, poupança e investimentos”.

Posted in Gestão | Leave a Comment »