PrimeWork (Ano VII)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Tópicos recentes

  • Agenda

    julho 2011
    D S T Q Q S S
    « jun   ago »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  

8 conselhos de mafiosos para gerir o seu negócio (dentro da lei)

Posted by HWBlog em 01/07/2011

Estima-se que a Máfia tenha surgido na Itália, durante a Idade Média. Sua origem estaria ligada a pequenos arrendatários de terras que contestavam a propriedade dos senhores feudais. Com o tempo, a organização – uma das mais antigas do mundo – envolveu-se com atividades criminosas de toda ordem: prostituição, jogo, drogas, venda de armas e de segurança, etc.

Ok, não é o melhor modelo de negócios para ninguém que pretenda prosperar dentro da lei. Mas, creia, há lições de organização e gestão que a Máfia pode dar para qualquer empresa, sem ferir nenhum princípio. Pelo menos, é o que o ex-mafioso Louis Ferrante afirma no livro “Mob Rules: What the Mafia can teach the legitimate businessman”. Veja, a seguir, alguns conselhos que coletamos no site Business Insider.

1. Guarde sua arma e ajude a velhinha a atravessar a rua
Para Ferrante, um dos pilares da Máfia é o respeito aos valores da família e da organização, isto é, dos próprios mafiosos. Em seu livro, ele escreve que:
“Na máfia, os homens que abraçam os valores da organização são os que se tornarão os grandes vencedores. Toda companhia deveria ter um conjunto de valores, e cada empregado deveria compartilhá-los.”

2. Por que só há velhos na Máfia? Porque eles amam o que fazem
Outra cena clássica dos filmes da Máfia: sujeitos quarentões, cinquentões e até sessentões cuidando das tarefas passadas pelo chefão. Enquanto isso, os veteranos aproveitam para ensinar o trabalho para os novatos – jovens ambiciosos que, geralmente, metem os pés pelas mãos.

O dia-a-dia é pesado, violento, sem horários fixos e sujeito aos caprichos do capo. Como, afinal, alguém aguenta isso? Para Ferrante, o fato é que a grande maioria dos mafiosos ama o que faz . “Poucas pessoas são afortunadas o bastante para conectar aquilo que amam com o que fazem. Não se acomode, e você será uma delas”, ensina.

3. Mafiosos não tomam notas – exercite sua memória
Por motivos óbvios, mafioso que é mafioso não acumula provas contra si mesmo. Basta lembrar de Al Capone, chefe da Máfia de Chicago, preso por sonegação fiscal depois que a polícia encontrou seu guarda-livros.

Por outros motivos, um homem de negócios também pode, e deve, exercitar sua memória. Segundo Ferrante, quem não precisa de notas é mais poderoso do que os outros. Manter o cérebro em dia é um degrau para o sucesso e um favor a si mesmo.

4. Três pessoas com um segredo? Só se duas morrerem
Outro pilar fundamental da Máfia é a confiança, ensina Ferrante. O ex-membro da Gambino lembra que pilhas de chefões mataram uma pilha ainda maior de linguarudos apenas para manter as coisas onde deveriam estar: em segredo.

No mundo corporativo, a confiança também é uma moeda poderosíssima para subir na carreira. Basta lembrar de quanta dor de cabeça é causada por transações que vazam para os concorrentes na hora errada. “Se você realmente é uma pessoa confiável, saiba que você é uma grande commodity. Mas não ofereça sua lealdade a qualquer um. A pessoa ou companhia errada vai usar e abusar de você”, diz o ex-mafioso.

5. Transforme o lixo em ouro
Treine sua equipe e a si próprio para enxergar as oportunidades onde ninguém mais vê. Segundo Ferrante, muitos dos grandes negócios da Máfia vieram de chefões que fizeram o básico: tiveram paciência ou tino para prospectar negócios onde todos torciam o nariz.

6. Respeite a cadeia de comando
Da Igreja ao Exército, da Máfia às empresas, respeitar a hierarquia é fundamental para que as coisas saiam conforme o planejado. Uma ordem rígida pode soar anacrônica para as companhias, especialmente nos tempos em que gigantes da tecnologia, como o Google e o Facebook, lembram mais campus universitários.

Mas, para Ferrante, esta é a garantia de que os negócios não sairão dos trilhos. “Respeite a hierarquia, quando estiver por baixo. Fortaleça-a, quando estiver no topo. A alternativa é a anarquia.”

7. Seja persuasivo, mesmo quando não estiver armado
Há melhores argumentos para motivar pessoas do que uma pura e simples exibição de força. E o mundo corporativo está cheio de executivos que jogam com o peso de seus cargos para intimidar alguém.

Ferrante pode não ser um gênio da administração, mas aprendeu o básico: o melhor é motivar equipes e fazer aliados. “Por meio de uma forte liderança e motivação adequada, você pode galvanizar uma dúzia ou mais de pessoas e melhorar sua própria ambição, transformando-a numa locomotiva capaz de escalar qualquer montanha.”

8. Mantenha as portas do seu clube abertas
Todo mafioso que se preze tem um clube barra-pesada onde recebe amigos, trata de negócios e resolve problemas com adversários. Uma das cenas clássicas de filmes de gângsters é o criminoso que se aproxima respeitavelmente do chefe para sussurar-lhe algo, enquanto o capo joga pôquer.

Esta é a política de portas abertas da Máfia. “Ela lhe dá uma visão ampla da organização. Cada pum será ouvido por você, e esta é a melhor forma de manter seus funcionários à mão todo tempo.”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: