PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    abril 2011
    D S T Q Q S S
    « mar   maio »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930

Archive for 5 de abril de 2011

5 aplicativos para iPhone e Android que aumentam a produtividade

Posted by HWBlog em 05/04/2011

Veja dicas para quem tem pouco tempo e usa o smartphone para realizar tarefas
Fechar relatórios, enviar documentos ou procurar oportunidades de emprego são ações possíveis de serem feitas pelo celular através de aplicativos cada vez mais especializados lançados para iPhone e smartphones com Android. Veja 5 sugestões de aplicativos que podem ser baixados para aumentar a produtividade do trabalho mesmo antes de se sentar à frente do computador.

1. Copiar cartões de visita

A cada encontro de negócios, cartões de visita são recebidos e guardados para contato posterior. Para quem não tem paciência ou tempo para organizá-los, o aplicativo WorldCard Mobile é uma boa saída. Através dele, o smartphone capta as informações do cartão pela câmera, que funciona como um scanner. Os dados são arquivados e integrados à lista de contatos do usuário do iPhone ou Android.
O aplicativo para iPhone está disponível na App Store por 6 dólares, mas oferece um período gratuito para quem quiser testar. Para os usuários de Android, ele custa 9,65 dólares

2. Ficar de olho nas bolsas

Já para os usuários de Android, um aplicativo gratuito garante o acompanhamento de ações pelo smartphone. O aplicativo do Google Finance é bem avaliado ao redor do mundo, mas ainda não possui suporte para os papéis da Bovespa.
Nesse caso, o aplicativo Bloomberg LP e o Quote Pro estão entre os com melhor cotação feita por usuários, em versões disponíveis para iPhone e Android.

3. Arquivar apresentações para a reunião

Não é necessário levar o laptop com as apresentações de vídeo ou arquivos de PowerPoint para a reunião de negócios. O aplicativo gratuito MightyMeeting promete arquivar e compartilhar os arquivos no iPhone ou Android.

4. Editar e arquivar documentos

O Documents To Go permite que o usuário de smartphone abra, edite e salve documentos do Pacote Office, como Word e Excel, direto do aparelho. Não deve ser divertido editar uma planilha de Excel na tela do iPhone ou celular Android, mas pode dar uma ajuda para quem precisar de última hora.
Há versões grátis, mas o aplicativo completo com extensões para Google Docs, PowerPoint e PDF pode custar até 24,15 reais no Android Market.

5. Acesse o LinkedIn

A rede social que já possui mais de 3 milhões de usuários no Brasil pode ser acessada pelo smartphone. Em vez de checar o Twitter ou o Facebook pelo smartphone durante o trabalho, checar o LinkedIn pode fazer parte da tarefa de manter e expandir o networking sem tirar a atenção dos planos para carreira.
O aplicativo da rede social é gratuito e está disponível no Android Market e na App Store.

Posted in Tecnologias | Leave a Comment »

7 perfis de empreendedores

Posted by HWBlog em 05/04/2011

Confira sete traços marcantes de empreendedores que criaram negócios vitoriosos e descubra com qual perfil você mais se identifica

Coadjuvante
Enquanto alguns empreendedores parecem ter nascido para brilhar, outros preferem o anonimato à fama. Nem por isso têm um papel menos importante na construção de um negócio. É o caso de Steve Wozniak, co-fundador da Apple, e Paul Allen, co-fundador da Microsoft. Seus nomes não se tornaram sinônimos das empresas que ajudaram a criar como os de seus sócios, mas ambos foram fundamentais para que os negócios dessem certo. “Eles souberam compartilhar a liderança com pessoas-chaves, com capacidades para dirigir, junto com eles, as empresas que criaram”, destaca Rodrigues, da FGV. O empreendedor coadjuvante é aquele que está mais preocupado com o sucesso do negócio do que com os holofotes, mas que, em geral, manda muito bem nos bastidores.

Vaidoso
Alguns empreendedores conquistam visibilidade no mundo dos negócios não só pelo sucesso dos seus negócios, mas também pela excentricidade e pela vontade de aparecer. É o caso de Donald Trump, que hoje é mais conhecido por muitos pelas demissões sumárias no reality O Aprendiz do que pelos feitos no mundo do negócio (que, diga-se de passagem, não são modestos, já que o empresário deu a volta por cima depois de enfrentar severas perdas ao longo da década de 1990). Para Cozzi, a vaidade não é necessariamente um atributo negativo para um empreendedor. “Realizar é uma forma de aparecer, de estar evidência. A vaidade motiva o empreendedor a ir mais longe”, destaca.

Inquieto
A inquietação é outra característica comum a muitos empreendedores. Alguns mal terminaram de fundar uma empresa e já estão se desfazendo do negócio só para reinvestir os ganhos com a venda em outra nova ideia. Um exemplo é Sean Parker, que fundou o Napster, o Plaxo e o Causes, além de ter colaborado com os criadores do Facebook nos seus primeiros anos de vida. “Parker é um exemplo típico da geração Y. Irrequieto, sempre buscando coisas novas”, destaca Rodrigues, da FGV. Embora a inquietação em excesso possa levar o empreendedor a cometer erros, na dose certa, é um importante combustível para o sucesso. Os empreendedores inquietos são fundamentais para fomentar a inovação.

Libertário
Muitos empreendedores têm dentro de si o impulso de transformar o mundo á sua volta, mas alguns levam essa missão mais a sério. São os empreendedores libertários, que revolucionam mercados e rompem paradigmas sem se preocupar com as conseqüências. Ganhar dinheiro não é a prioridade deles. É o caso do sueco Pete Sunde, fundador do Pirate Bay. O serviço foi o responsável por popularizar o compartilhamento de arquivos via protocolo BitTorrent, colocando em xeque o modelo de negócios das indústria do entretenimento. Sunde foi parar até no banco dos réus, mas não abandonou o barco. Linus Torvalds, o “pai” do Linux, é outro exemplo. Seu sistema operacional livre rompeu com o modelo de venda software consagrado pela Microsoft e, mesmo não se tornando predominante, é bastante popular, especialmente entre usuários corporativos. “O bom empreendedor é aquele que foge de tudo que é padrão”, define Cozzi, da Fundação Dom Cabral

Acadêmico
Não são raras as histórias de empreendedores que abandonaram os estudos para se dedicar a criar um negócio. É o caso de Bill Gates e Steve Jobs. Mas existem também os empreendedores que nascem no berço acadêmico e incorporam esta cultura a suas empresas. Acadêmicos “assumidos”, Sergey Brin e Larry Page desenvolveram o embrião do Google dentro da Universidade de Stanford. Até hoje a companhia valoriza muito o backgroung acadêmico dos profissionais ao fazer contratações. “É o tipo de empreendedor que se apóia fortemente na pesquisa para desenvolver seus produtos”, aponta Cozzi. “Só é preciso ter cuidado para aliar essa cultura à visão de mercado”, alerta.

Nerd
Bill Gates deu um novo sentido à adjetivo “nerd”. O fundador da Microsoft mostrou ao mundo que os gênios também sabem ganhar dinheiro. Rompendo com os estereotipos, mostrou que o primeiro aluno da classe não precisa passar o resto da vida confinado a um laboratório de universidade. O empreendedor nerd é aquele com alta capacidade intelectual, que mergulha fundo no seu objeto de interesse e é o grande responsável por idealizar as inovações da sua empresa. É verdade que muitas vezes os engenheiros mais brilhantes não são necessariamente o mais hábeis negociantes. Mas com o apoio necessário, podem causar um impacto e tanto no mundo. “Empreender não ter que ser uma caminhada solitária e é melhor que não seja. O empreendedor só ganha tendo alguém com um perfil complementar ao seu lado”, diz Afonso Cozzi, coordenador do núcleo de empreendedorismo da Fundação Dom Cabral. Gates, por exemplo, sempre teve Steve Ballmer como seu fiel escudeiro, ajudando-o a comandar a Microsoft, especialmente nas áreas menos técnicas da companhia.

Visionário
O empreendedor visionário é aquele que consegue antecipar e às vezes até criar tendências, apostando em produtos e serviços à frente do seu tempo ou dando roupagens completamente novas a coisas que já existem. Steve Jobs, fundador da Apple, é um exemplo. “PCs, tocadores de MP3 ou tablets não foram invenções da Apple, mas ela foi quem melhor resolveu a interação destes produtos com os usuários”, destaca o professor Rene Rodrigues, do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da EAESP-FGV.

Posted in Empreendedorismo | Leave a Comment »