PrimeWork (Ano IX)

Liderança, Atitude, Desafios, Ações e Conquistas para o Empreendedor Moderno

  • About

    O Mundo todo celebra uma grande capacidade humana de empreender.

    Do mesmo modo que é vibrante, a estrada do empreendedor é repleta de obstáculos. Quer para abrir ou fazer crescer um negócio próprio, quer para avançar propositivamente dentro de uma corporação.

    Nesse sentido este blog busca preencher com informações, entrevistas e cases de sucesso pessoal e corporativo as muitas lacunas que se abrem quando surge o tema da iniciativa pessoal dos negócios.

    Esperamos que este blog, possa de alguma forma contribuir para o crescimento dos empreendedores.

    Haroldo Wittitz, Editor and Publisher

    The whole world celebrates a great human capacity to undertake.

    Similarly that is vibrant, the way to entrepreneurship is fraught with obstacles. Want to open or grow a business, want to move forward with proposals within a corporation.

    In this sense seeks to fill this blog with information, interviews and success stories of the many personal and corporate loopholes that open when the subject arises from the personal initiative of business.

    We hope this blog, can somehow contribute to the growth of entrepreneurs.

  • Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

  • Posts recentes

  • Agenda

    março 2011
    D S T Q Q S S
    « fev   abr »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  

Archive for 17 de março de 2011

Dez coisas que você precisa saber para usar seu e-mail como se deve

Posted by HWBlog em 17/03/2011

Desde que o e-mail se tornou a ferramenta padrão de comunicação pessoal e profissional, as pessoas mudaram a forma de conversar umas com as outras. E agora, ao invés de usar o telefone, elas optam por seus computadores, notebooks e celulares para dispararem qualquer tipo de mensagem, sem se atentar para forma, tom ou etiqueta. Acontece que uma coisa é você falar, outra é escrever. Por isso, juntamos dez regras de etiqueta básicas para você ser sempre bem compreendido e não ficar conhecido como o safado terrorista do e-mail.

1.Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa: por mais que alguém insista em lhe dizer o contrário ou que você teime em achar bobagem, o e-mail profissional, aquele que a empresa disponibiliza para você, não deve ser usado para mensagens pessoais. Aliás, em 2008, a 1ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho do Distrito Federal deu ganho a uma companhia que havia demitido um funcionário por justa causa pelo mau uso do e-mail corporativo. Portanto tenha seu e-mail pessoal, de preferência webmail, e assim pode disparar, à vontade, aquele filminho que recebeu, as fotos de uma gostosa em trajes mínimos (quando há traje) ou aquele PPT com anjos e mensagens edificantes.

2.Tudo o que você escrever pode e será usado contra você mais tarde: na comunicação verbal, a mensagem é transmitida não só pelas palavras, mas também pelo tom de voz e pela gesticulação. No e-mail isso não acontece, portanto meça suas palavras. Use tom profissional nos e-mails corporativos e evite piadinhas, ambivalência, duplo sentido e principalmente sarcasmo. E não pense que nas mensagens pessoais, a regra também não vale. Algumas coisas podem ser muito mal interpretadas.

3.Venho por essas mal digitadas linhas: não tenha pressa em disparar o e-mail. Confira antes o que escreveu, veja se faz sentido, corrija erros gramaticais e veja se não comeu palavras. E não confie única e exclusivamente no corretor automático. Lembre-se que se esquecer o primeiro “d” em “pedido”, por mais que esteja gramaticalmente correto, a coisa pode ficar bem feia.

4.Não pratique o Spam: recebeu uma mensagem de alguém perguntando algo para dezenas de pessoas? Verifique a quem realmente interessa sua resposta e copie, se necessário, apenas essas pessoas. Lembre-se que não existe coisa mais odiosa que ter sua caixa de mensagens lotada com respostas como um simples e solitário “ok”, mandada por algum inepto, a todos da lista.

5.O vazio existencial do assunto: este também é um erro crasso cometido pelos apressados de plantão, ou seja, manter o campo de assunto sem nada. Outro problema também são assuntos vagos como “Olá” ou “Planilha”. Desperte o interesse por seu e-mail colocando em poucas palavras a que a mensagem se refere, como “Planilha de controle de gastos – 1º trimestre”. Assim fica mais fácil de se achar depois e será aberto mais rapidamente por aquele que está ávido pela informação.

6.Escreva um e-mail e não um romance: as mensagens online foram feitas para serem curtas. Um relatório de sete páginas no corpo do e-mail é garantia que o leitor só chegará ao terceiro parágrafo e apertará “Apagar” ou a seta para próxima mensagem. Se for se estender, envie seu report anexado e explique na mensagem a que se refere, destacando os pontos principais.

7.Os nomes do jogo: não custa nada começar sua comunicação escrita com um “Prezado Fulano”, “Caro Fulano”, “Querido Fulano” e assim por diante. Um e-mail sem saudação e o nome do destinatário acaba se tornando frio e impessoal demais. Mesmo quando for enviado a várias pessoas, um “Prezados colegas” cai bem. Outro detalhe importantíssimo, especialmente nas mensagens corporativas, é ter uma assinatura no final com seu nome, cargo, telefone, website etc. Mostre quem você é.

8.Queime depois de ler: e-mail não foi feito para se disparar informações sigilosas. É, aliás, uma das piores ferramentas para isso, já que não só está sujeito a ação de hackers, como também é facilmente retransmitido por algum desavisado que não entende a importância dos dados apresentados. Lembre-se das centenas de pessoas que mandam mensagens íntimas demais a seus amigos no Orkut com um aviso de “Apaga Isso” e acabam por viver uma grande vergonha quando se vêem expostas na rede. Nos casos de confidencialidade, marque uma reunião, mande o arquivo por outros meios (pen drive, CD etc) ou utilize programas de criptografia.

9.Quando o carteiro chegou e o meu nome gritou: outro detalhe importante é conferir se os destinatários estão corretos antes de disparar. Como a maioria das ferramentas de e-mail permite o preenchimento automático da sua lista de contatos, não é raro você querer mandar a mensagem para o “João Antunes” e ela acabar na caixa do “João Andrade”. No caso de informações mais sensíveis, isso pode causar um problema absurdo depois.

10.Você tem 5.629 mensagens: lembre-se que o e-mail é hoje a mais importante ferramenta de comunicação da espécie humana. Portanto, cheque regularmente sua caixa para conferir as mensagens e tome muito cuidado com recursos como auto-arquivamento por remetente. Você pode estar perdendo informações valiosas, ótimos convites ou até mesmo alguma solicitação urgente de trabalho de seu chefe, que se não cumprida, seguramente vai pesar na sua avaliação.

Posted in Carreira | Leave a Comment »

Livro lista os 7 pecados do mundo corporativo

Posted by HWBlog em 17/03/2011

Sabe-se que a etiqueta corporativa é uma poderosa aliada no sucesso profissional. Especialistas apontam que ela pode ser responsável por até 85% dele contra apenas 15% devidos aos conhecimentos técnicos. Esse é o mote do livro “Os Sete Pecados do Mundo Corporativo”, da editora Vozes, que será lançado neste mês. Escrito pela consultora Ligia Marques, ensina que agir de acordo com as regras do grupo ajuda a gerar produtividade, diminuir o estresse entre outros benefícios positivos.

Depois de mais de uma década ministrando palestras e treinamentos empresariais é normal que o palestrante perceba os principais pontos que geram dúvidas no seu conteúdo (no caso, gafes) e procure sintetizá-los num livro. Foi o que aconteceu. O diferencial, porém, é que procurei fazer uma obra leve, fácil de ser lida e que solicitasse uma interatividade do leitor. No final de cada capítulo, proponho um desafio para que se avalie o nível de aptidão e conhecimento na área específica. Uma brincadeira que deixa o livro mais gostoso de ler e motiva a pessoa a aprender”, disse ela, que é também autora de “Sem-Noção – 100 Lições Bem-humoradas de Etiqueta para Não Dar Vexame e Saber o que Fazer Quando Alguém Passa dos Limites”.

Para quem pensa que deverá se transformar numa outra pessoa, saiba que as dicas passam longe disso. “Ser educado e agir dentro das regras não significa ser esnobe e artificial”, afirmou Ligia.

Pecado 1 – Não ter cultura
Não se limitar apenas a conhecimentos ligados especificamente à área de atuação. Uma boa cultura geral deixa a pessoa mais interessante, além de facilitar captar as entrelinhas de uma conversa e a identificar assuntos de interesse de parceiros, colegas e clientes para, até se for o caso, saber aproveitá-los em uma negociação.

Pecado 2 – Não trabalhar a sua marca
Aprender a se vender no mercado é o que irá atrair a atenção das pessoas. Isso começa no momento em que conhecemos alguém e daí a importância da postura e do cumprimento. O aperto de mão deve ser firme e breve e a outra mão não deve estar no bolso, por exemplo. A iniciativa da ação deve sempre partir da pessoa menos importante, seja social ou profissionalmente. Beijos e abraços e expressões menos formais como ´oi´ podem ser dispensadas. Outras ações simples, mas valiosas, dizem respeito à maneira como nos apresentamos aos outros e ao cartão de visitas, que deve ajudar a transmitir imagem de credibilidade.

Pecado 3 – Não saber se comunicar
Uma boa comunicação é fundamental para melhorar a qualidade dos relacionamentos pessoais. Isso engloba o que se está sendo dito, mas também expressões corporais, aparência física, tom de voz e o dom de saber ouvir. O mais interessante é que o conteúdo corresponde a apenas 7% da importância da conversa. A linguagem corporal é o que mais se destaca, com 55% de importância. Isso porque pequenos gestos indicam que há interesse no que o outro está falando e que estamos dando a oportunidade para o outro se expressar, ou seja, que sabemos ouvir.

Gestos como concordar com a cabeça ou se inclinar levemente para a frente são positivos. A boa comunicação inclui as conversas por telefone também, por meio das quais a pessoa deve demonstrar simpatia e disposição.

Pecado 4 – Não saber se portar à mesa
É um erro comum achar que apenas o que se faz ou diz no escritório é que contam para o sucesso profissional. Encontros sociais e profissionais que envolvam almoços, jantares e coquetéis são muito comuns e podem colocar sua imagem à prova. Primeiro, pontualidade é fundamental e quem convidou deve chegar antes ao local combinado. Se for um almoço de negócios, é de bom tom deixar que todos escolham os pratos e depois iniciar a conversa. É importante também saber o uso correto de talheres, copos e guardanapos e ainda as diversas maneiras de serviço, como bufê ou à francesa, que inclui serviço de garçons e seguem uma série de protocolos. Segundo Ligia, boa etiqueta à mesa hoje inclui conhecer um pouco sobre vinhos para poder apreciá-los nos eventos.

Pecado 5 – Não trabalhar sua embalagem
Apesar da crescente informalidade nas relações e de novas profissões permitirem variações nos trajes de trabalho, a maioria das empresas ainda são conservadores e pedem cuidados com a aparência. Pesquisam apontam que padrões tradicionais são os mais valorizados entre candidatos a uma vaga. Estar bem-vestido é só um dos itens. É preciso ter boa postura, manter a cabeça para cima e cabelos, pele e unhas sempre impecáveis. É importante aprender sobre combinações de cores e peças e as roupas mais adequadas para cada ocasião.

Pecado 6 – Desconhecer o mundo a sua volta
Desconhecer particularidades culturais de outros povos é um erro que pode prejudicar a carreira. Etiqueta internacional deve estar na pauta de interesses de todos, mesmo que de maneira básica. Isso é ainda mais importante quando está prevista uma viagem internacional ou um encontro com pessoas de outras nacionalidades. A consultora lembra que muitos negócios foram desfeitos ou não foram fechados devido a erros de conduta ou desconhecimento de costumes estrangeiros. Por exemplo, com representantes de países árabes mulheres só devem participar de reuniões se tiverem cargo de importância na empresa e na negociação. Num encontro com japoneses, os cartões devem ser entregues com as duas mãos e na língua nativa, o japonês. Portanto, se tiver uma reunião com eles, é preciso providenciar uma versão do material.

Pecado 7 – Circular mal
Não adianta dizer que não curte festas. Um profissional bem-sucedido circula com desenvoltura em eventos de todos os gêneros, seja congresso, comemoração, confraternizações… Usar roupas discretas e adequadas, não exagerar no consumo de bebida e comida e não bancar o engraçadinho ou saidinho são as regras básicas de todos os eventos.

Posted in Livros | Leave a Comment »

Para a mente, um emprego ruim é pior do que o desemprego

Posted by HWBlog em 17/03/2011

Um estudo realizado por cientistas do Centro de Pesquisa em Saúde Mental, da Australian National University, de Camberra, concluíram que ter um emprego ruim é mais prejudicial para a saúde mental do que estar desempregado, como publicado no periódico científico Occupational and Environmental Medicine.

A pesquisa acompanhou mais de sete mil australianos durante sete anos e constatou que os desempregados mostravam-se sempre mais calmos, felizes e menos ansiosos apenas se o emprego que conseguiam fosse recompensador e administrável.

Os desempregados que foram contratados para trabalhos ruins, tiveram seus níveis de depressão e ansiedade muito mais elevados, contrastando com a ideia de que qualquer emprego é melhor do que estar parado. Segundo Robert Hogan, especialista da Universidade de Tulsa, nos Estados Unidos, “chefes ruins fazem qualquer pessoa infeliz e o estresse começa nestes gerentes ruins”.

Posted in Dicas | Leave a Comment »